Volkswagen acredita que motores a gasolina e gasóleo terão ‘longo futuro'

Solução dos motores de combustão pode estar nos avanços dos combustíveis sintéticos

0 aos 100 06/04/2020 Noticias

A Volkswagen acredita que os motores de combustão interna, a gasolina e gasóleo, ainda têm um longo futuro pela frente, mesmo com as constantes limitações às emissões, seja de CO2 no caso dos motores a gasolina, seja no NOx nos motores alimentados a gasóleo. O segredo está no desenvolvimento de combustíveis mais amigos do ambiente.

É que embora a Volkswagen tenha feito um enorme investimento de 30 mil milhões de euros na família elétrica ID, a verdade é que o construtor alemão não descarta os motores de combustão interna.

Em entrevista à britânica Autocar, o chefe técnico Matthias Rabe explicou porque é que a Volkswagen acredita que os motores tradicionais "terão um longo futuro, mais do que algumas pessoas prevêm".

A solução encontra-se na utilização de combustíveis sintéticos feitos de biomassa e outros materiais. “Vamos chegar aos e-combustíveis. Se olharmos para o setor da aviação, os e-combustíveis estão em alta procura porque [os aviões] não vão tornar-se elétricos, caso contrário, não cruzaremos o Atlântico”, lembrou.

Veja ainda:

O responsável sublinha que na Volkswagen “levamos as nossas metas de CO2 muito a sério e queremos ser um modelo no CO2, mas isso não significa que excluiremos o motor de combustão”.

Embora os veículos elétricos sejam a prioridade número um a partir de agora, a marca alemã ainda tem previstos investimentos em motores de combustão para atualizar a vasta gama de motores a gasolina e diesel que a Volkswagen disponibiliza nas suas diversas marcas.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Ensaio ao Mazda3 1.8 Skyactiv-D 116cv Evolve: Direto ao topo
Peugeot 508 2.0 HDi 160cv GT Line: Grande 'espada'