Gemera, o Koenigsegg de 1.723cv e quatro lugares

Estreia um motor de três cilindros sem árvore de cames. Promete uma aceleração dos 0 aos 100 km/h em 1,9 segundos

0 aos 100 04/03/2020 Noticias

A Koenigsegg voltou a partir a loiça toda, agora com o Gemera, um "Gran Turismo" híbrido plug-in, que combina um motor a gasolina com três motores elétricos, um para cada roda traseira e outro ligado à cambota. É, de resto, o primeiro Koenigsegg de quatro lugares e debita algo como 1.723cv (sim, leu bem). 

O próprio fundador e CEO da Koenigsegg descreveu o Gemera como um ‘Mega-GT’. "O Gemera é uma categoria automóvel completamente nova na qual o megadesportivo mais extremo conjuga-se com o interior espaçoso e a máxima consciência ambiental”, assegura Christian Van Koenigsegg. “Demos-lhe o nome de Mega-GT”

Com uma distância entre eixos de 3,0 metros (o comprimento total chega aos 4,98 m), o Gemera tem espaço para transportar quatro passageiros e respetiva bagagem - no total as bagageiras dianteira e traseira têm 200 litros de capacidade.

O habitáculo está repleta de comodidades e tecnologia, como os dois ecrãs para o sistema de infoentretenimento, carregadores wireless para os bancos dianteiros e traseiros; Apple CarPlay; Wi-Fi e até porta-copos duplos para todos os passageiros.

Veja ainda:

Contudo, o mais impressionante encontra-se na mecânica. O Gemera está equipado com um sistema híbrido de ligar à tomada que permite oferecer o mácimo de 1.723cv de potência e 3.500 Nm de binário, algo possível graças à combinação de três motores elétricos e um inovador motor de três cilindros biturbo com 2 litros de cilindrada sem árvore de cames que recebe o nome de ‘Tiny Friendly Giant’ (TFG), ou “Amigável Pequeno Gigante”.

Este três cilindros da Koenigsegg destaca-se também pelo peso, apenas 70 kg. A assegurar a passagem de toda esta potência ao asfalto encontra-se a transmissão Koenigsegg Direct Drive (KDD) já usada no Regera e que conta apenas com uma relação, como um elétrico.

Quanto a performances, o Gemera é capaz de acelerar dos 0 aos 100 km/h em 1,9s e atingir os 400 km/h de velocidade máxima. Por outro lado, é capaz de percorrer até 50 km em modo elétrico.

Para já ainda não se sabe quanto é que o primeiro Koenigsegg de quatro lugares vai custar (fala-se em 1 milhão de euros) ou a data do arranque das entregas das 300 unidades que serão produzidas.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

DS 3 Crossback BlueHDi 100. A virtude de ser diferente
Ensaio ao Renault Clio RS Line TCe 130 EDC: Faceta desportiva