Vento forte atira Miguel Oliveira ao chão e adia qualificação de MotoGP para domingo

Português foi derrubado pelo vento quando seguia a alta velocidade na 4.ª sessão de treinos livres

0 aos 100 26/10/2019 Desporto

O vento forte que se fez sentir hoje de manhã em Phillip Island, na Austrália, provocou uma violenta queda ao português Miguel Oliveira (KTM) e levou a direção de corrida a adiar a qualificação da corrida de MotoGP para domingo.

O piloto português seguia a alta velocidade no final da reta da meta quando uma rajada de vento mais forte o empurrou para fora da pista, entrando na escapatória de relva a mais de 300 quilómetros por hora, não evitando uma aparatosa queda que provocou diversas escoriações, mas “nenhuma fratura”, informou a equipa Tech3.

“Não há muito para dizer. As condições eram complicadas para todos. Não consegui evitar a queda na primeira curva devido ao vento. Tive muito azar”, lamentou Miguel Oliveira, que sofreu a nona queda da temporada.

“Felizmente não parti nada, mas tenho de ver se consigo correr amanhã. De momento, a minha mão é o maior problema. Amanhã de manhã vou ter de confirmar”, explicou o piloto português.

A quarta sessão de treinos livres acabou por ser interrompida quando Oliveira ocupava a décima posição. As restantes sessões foram canceladas e a qualificação adiada para a manhã de domingo.

Com as rajadas de vento a atingirem os 80 quilómetros por hora, a direção de corrida reuniu os pilotos, que apoiaram a decisão.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Ensaio ao Renault Clio RS Line TCe 130 EDC: Faceta desportiva
DS 3 Crossback BlueHDi 100. A virtude de ser diferente