Dose dupla de AdBlue, a solução da Volkswagen para reduzir as emissões

Novo motor estreia-se no renovado Passat e estará também no novo Golf

0 aos 100 31/08/2019 Noticias

A Volkswagen divulgou os detalhes das soluções empregues no novo e eficiente motor 2.0 TDi Evo, que tem estreia marcada para o renovado Passat e a oitava geração do Golf. Sabíamos que estes motores seriam excepcionalmente limpos e eficientes e que teriam novas soluções, como a desativação variável de cilindros. Agora, a Volkswagen revelou que tinha na manga a solução para reduzir as emissões: a dosagem dupla de AdBlue nos gases de escape.

Como se sabe, o Adblue é uma solução aquosa formada por ureia e água e tem como função a redução significativa das emissões dos nocivos óxidos de azoto (NOx) transformando-os em azoto elementar e vapor de água.

Ao contrário do que muita gente pensa não se trata de um aditivo do combustível, mas sim um líquido adicional necessário na maioria dos veículos ligeiros a diesel comprados após 2015 que tenham instalado o sistema SCR (Selective Catalytic Reduction ou Redução Catalítica Seletiva).

Hoje em dia, praticamente todos os carros a gasóleo compatíveis com as normas de emissões poluentes Euro 6 recorrem a esta solução para cumprir as normas europeias de emissões. O AdBlue deve ser recarregado, caso contrário, o carro simplesmente deixará de funcionar.

Veja ainda:

A novidade é que os novos motores 2.0 TDI Evo terão injeção dupla de AdBlue nos gases de escape. À saída dos gases do coletor de escape encontra-se primeiro o sistema SCR, localizado antes do filtro de partículas. Este sistema não muda em relação aos motores atuais, a novidade está num segundo sistema de redução catalítica localizado na linha de escape, por baixo do habitáculo.

Na entrada do mesmo, é produzida uma segunda injeção de AdBlue, reduzindo em até 80% a emissão de óxidos de nitrogénio em relação aos sistemas atuais de SCR do 2.0 TDI EA288.

Esta segunda dosagem de AdBlue foi um desafio técnico para a Volkswagen, obrigando mesmo à instalação de um segundo catalisador na última secção do escape para eliminar o excesso de amoníaco gerado pelo sistema - o AdBlue está composto em grande parte por amoníaco.

O resultado desta injeção dupla de AdBlue é óbvio: as emissões reais de óxidos de nitrogénio deste 2.0 TDi Evo serão extremamente baixas. Por outro lado, o consumo de AdBlue será maior que a atual geração de motores - que dependendo da utilização do motor e do estilo de condução.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Toyota Corolla Touring Sports TREK, uma carrinha com 'alma' SUV
Hyundai Tucson 1.6 TGDi 48V. SUV com personalidade!