Miguel Oliveira: 'Não esperávamos ser tão rápidos à tarde'

Português foi o melhor da KTM nas duas primeiras sessões de treinos livres

0 aos 100 02/08/2019 Desporto

Miguel Oliveira conseguiu o melhor resultado da temporada de MotoGP em treinos livres, ao ser o quarto mais rápido na primeira das duas sessões do GP da República Checa.

O piloto português realizou o tempo de 1.57,018 minutos, apenas 99 milésimas atrás do italiano Andrea Dovizioso (Ducati), que foi o mais rápido da sessão, e dos espanhóis Marc Márquez (Honda) e Maverick Viñales (Yamaha), respetivamente.

No entanto, na sessão vespertina, Miguel Oliveira ficou apenas na 13.ª posição da tabela, apesar de até ter melhorado o registo matinal, para 1.56,732 minutos.

Veja ainda:

Estes resultados deixaram o piloto de Almada como o mais rápido das quatro KTM presentes em Brno.

De facto, as duas motas da equipa oficial, a Factory Racing Team, tiveram os resultados mais modestos dos quatro. O francês Johann Zarco foi 20.º e o espanhol Paul Espargaró foi 22.º, ele que vinha sendo o melhor dos pilotos da marca austríaca nas nove rondas anteriores.

"No geral, foi um bom início de fim de semana. Fizemos um excelente trabalho de manhã e conseguimos um tempo realmente bom. Também não esperávamos ser tão rápidos à tarde, pois fomos os primeiros a utilizar pneus novos, logo de manhã, enquanto os nossos adversários o fizeram à tarde", explicou Miguel Oliveira, apontando essa a razão para a descida na classificação.

Ainda assim, Oliveira considera-se "feliz", apesar de admitir estar "a perder um pouco no segundo setor [da pista]”.

“Mas, de momento, o nosso objetivo é encontrar um bom compromisso para a corrida. Esperamos conseguir uma boa qualificação no sábado”, apontou.

O GP da República Checa é a 10.ª prova da temporada, a primeira após a pausa de verão.

Miguel Oliveira é o 18.º classificado do campeonato de MotoGP, com 15 pontos.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Teste ao Usado: BMW 520d Touring. Elegância é isto!
Peugeot 508 2.0 HDi 160cv GT Line: Grande 'espada'