'Um pequeno passo para a Volvo Cars, mas um grande salto para a igualdade de géneros'

Volvo alarga licenças parentais a 6 meses com igualdade de género.

0 aos 100 08/05/2019 Noticias

"Um pequeno passo para a Volvo Cars, um grande salto para a igualdade de géneros". É desta forma que a Volvo Cars anunciou o lançamento de um programa de pagamento de licença parental que não faz distinção de género. Esta medida, aplicável a todos os colaboradores da região EMEA (Europa, Médio Oriente e Africa), aplica-se a pais e mães e oferece 6 meses de licença com pagamento a 80%.

Esta medida da Volvo Cars é mais generosa e inclusiva que a maioria das licenças existentes na Europa e a primeira deste tipo dentro do setor automóvel.

Esta nova política global é inspirada pela legislação existente na Suécia, país de origem da Volvo Cars, e nação que se distingue pelas licenças de paternidade generosas da qual têm vindo a beneficiar milhões de pessoas ao longo das décadas mais recentes.

A introdução desta medida na região EMEA insere-se num modelo piloto que poderá levar, mais tarde, ao seu alargamento mundial que beneficiaria mais de 43.000 colaboradores mundiais da Volvo Cars.

A maioria dos países da região EMEA já oferece algum tipo de licença parental paga. No entanto, é frequente a existência de largas discrepâncias entre o que é oferecido a homens e a mulheres, com prejuízo dos primeiros. A Volvo Cars acredita que, a igualdade das licenças parentais, oferece um potencial para o mercado de trabalho e para a igualdade de oportunidades de carreira entre homens e mulheres.

Relacionadas:

A medida faz parte da estratégia de Recursos Humanos da Volvo Cars que procura desta forma não só atrair, mas também reter os melhores colaboradores. Ao oferecer um pack de licença parental muito atrativo a empresa pretende posicionar-se como empresa de referência para os seus colaboradores futuros e atuais.

"Somos uma empresa com uma cultura inclusiva e, nesse sentido, esta é uma de várias iniciativas que temos previsto com o objetivo de atrair e reter os nossos colaboradores. Esta medida melhora o equilíbrio entre a vida pessoal e profissional, aumenta o tempo com a família e adequa-se perfeitamente numa empresa com um espírito progressista e focado no ser humano", referiu Hanna Fager, dos Recursos Humanos da Volvo Cars.

"Temos de ser um empregador atrativo e dessa força podemos concretizar os nossos ambiciosos planos de crescimento. Ser capazes de atrair e reter as melhores pessoas é crucial e sabemos que, os colaboradores mais talentosos são pessoas seletivas na escolha que fazem em relação ao seu empregador. Os vencedores desta luta pelo talento serão as empresas que valorizem a diversidade, práticas de trabalho flexível e moderno e o bem-estar dos seus colaboradores", acrescentou a mesma responsável.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

DS 3 Crossback BlueHDi 100. A virtude de ser diferente
Ensaio ao Renault Clio RS Line TCe 130 EDC: Faceta desportiva