WLTP 'trama' vendas da Porsche

Quebra de 12 por cento nos primeiros três meses do ano

0 aos 100 09/04/2019 Noticias

No primeiro trimestre deste ano, a Porsche entregou 55.700 veículos em todo o mundo,uma descida de doze por cento comparativamente ao mesmo período no ano anterior. Em comunicado, a marca culpa a mudança para o WLTP pelo mau resultado.

«2019 começou desafiante para nós e para toda a indústria automóvel. A mudança para o novo ciclo de testes WLTP e os filtros de partículas de gasolina continuaram a ocupar-nos durante os primeiros meses do ano. Adicionalmente, o invulgarmente forte início de 2018 fez-nos esperar um primeiro trimestre comparativamente fraco», afirma Detlev von Platen, membro do conselho executivo para vendas e marketing na Porsche.

Ainda assim, a Porsche congratula-se pelo bom desempenho comercial de alguns dos seus modelos, nomeadamente o Cayenne, cujas vendas subiram 35% (18.310 unidades), mas que continua abaixo do Macan, o mais vendido (19.795 unidades).

Veja ainda:

Nos EUA, a Porsche registou um crescimento de 8% no primeiro trimestre, com 15.024 unidades, atrás da China, com 16.890 unidades, que ainda assim caiu 10% face ao ano anterior. Na Europa, as vendas desceram um valor estrondoso: 38%, com 14.004 unidades, longe das 20.601 vendidas em igual período de 2018. Destaque, ainda, para o mercado alemão, onde a descida foi de 28%.

Contudo, a Porsche espera aumentar o volume de vendas durante 2019, estimando para isso que a 8.ª geração do 911, que começou a ser entregue na Europa há poucos dias, tenha um desempenho comercial elevado, e contando que o novo Cayenne Coupé e o Taycan, o primeiro desportivo 100% elétrico da marca, causem grande impacto.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Pub
Toyota Yaris 1.5 híbrido. Espécie evoluída