Porsche TAG Turbo: primeiros detalhes do 911 que terá motor de Fórmula 1

Lanzante vai produzir onze exemplares do Porsche 930 com antigos motores TAG V6 da F1

0 aos 100 07/04/2019 Noticias

Consegue imaginar um Porsche 911 equipado com um motor de Fórmula 1? Não é apenas possível, como ainda 11 unidades desta monstruosidade mecânica com a aparência de um Porsche 911 clássico chegarão às estradas como um dos desportivos mais extremos alguma vez construídos pela Lanzante e McLaren. Originalmente concebido como um carro de testes, a Lanzante propôs-se a lançar uma edição limitada do Porsche 930 que um dia fez uso de motores de Fórmula 1 assinados pela TAG-Porsche.

A Lanzante, empresa britânica especializada no restauro e preparação de carros de competição, é um colaborador muito especial da McLaren. Entre outros trabalhos ajudou no desenvolvimento do McLaren F1 GTR ou dos mais recentes McLaren P1 GTR McLaren P1 e LM. Tal é o nível de relação com a McLaren que a Lanzante pediu à marca de Woking nada menos que 11 dos seus melhores motores sob custódia para levar para a estrada um projeto atípico, louco, mas ao mesmo tempo de uma verdadeira genialidade.

O objetivo da Lanzante é criar 11 unidades que replicam o TAG Turbo Porsche 930 que foi criado como mula de testes para motores TAG desenhados e fabricados pela Porsche para a Fórmula 1 em meados da dácada de 80. Em causa motores 1.5 V6 Twin Turbo concebidos para os monolugares da McLaren que seriam pilotados por pilotos como Alain Prost ou Niki Lauda. Falamos de motores capazes de desenvolver mais de 850cv na sua configuração mais extrema.

Após a sua utilização na competição, estes motores ficaram guardados em Woking, como parte da sua enorme coleção de relíquias, mas agora voltam à ação para dar vida a 11 exemplares do Porsche 930 Turbo restaurados e melhorados.

Relacionadas:

Os detalhes sobre o projeto são ainda escassos. Sabe-se, contudo, que os motores, que outrora correram na Fórmula 1, serão "trabalhados" pela Cosworth, que irá limitar a potência a 510 cv e o binário aos 530 Nm por razões de fiabilidade e de suavidade de utilização. Mesmo assim, o teto de regime será de 9.000 rpm e a pressão da sobrealimentação "reduzida" para 3 bar.

Na transmissão será utilizada uma caixa manual Porsche G50/20 e um diferencial de deslizamento limitado, um ponto que é um dos grandes desafios do projeto. Outro, é a necessidade de instalar um sistema de refrigeração específico.

Ainda assim, graças ao motor TAG e à otimização do chassis, os Porsche TAG Turbo terão um peso de apenas 1.100 kg, poupando 235 kg em comparação com os 930 Turbo originais. O preço desta obra prima com toques de loucura? 1.271.000 euros, embora seja sem dúvida o 911 mais especial alguma vez fabricado.

Deixe o seu comentário