Tesla perde 7.000 euros por minuto

Contagem regressiva para Tesla, que tem de acelerar (e não é pouco) para não ficar a zeros até 6 de agosto de 2018

Miguel Costa 23/11/2017 Noticias

São números que impressionam. Nos últimos 12 meses, a Tesla “queimou” cerca de 8 mil dólares por minuto (cerca de 7 mil euros), 480 mil dólares a cada 60 minutos. Quase meio milhão de dólares. A este ritmo, até 6 de agosto próximo (às 2.17 horas, hora de Nova Iorque, para ser ainda mais preciso), a Tesla ficará sem dinheiro.

As contas foram feitas pela Bloomberg, que analisou a forma como o dinheiro está a voar a alta velocidade devido aos desafios causados pela produção em larga escala do Model 3.

“Independentemente de conseguir aguentar-se mais 10 meses, ou um ano, a Tesla precisa de dinheiro, e depressa”, sentencia o analista sénior da Bloomberg Intelligence, Kevin Tynan.

Mas a empresa de Elon Musk espere receber brevemente “dinheiro fresco”. Tanto pelo aumento do ritmo de entregas do Model 3, como também pelas encomendas para o camião e para o novo Roadster (em que a Founder Series custa algo como 250.000 dolares).

Os pedidos para estas máquinas estão limitados a 1.000, o que significa que facilmente podem conseguir algo como 250 milhões de dólares.

Aliás, a forma como a Tesla está a “torrar” dinheiro não parece estar a preocupar os seus accionistas, pois a cotação em bolsa subiu 3 por cento para uma avaliação total de 53 mil milhões de dólares, mais 5 mil milhões do que a Ford.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Toyota Corolla Touring Sports TREK, uma carrinha com 'alma' SUV
Mercedes-Benz B 250e: ora elétrico, ora gasolina!