Mercedes-Benz vende metade da Smart à chinesa Geely

Daimler e Geely formalizam parceria global para o desenvolvimento futuro da smart

0 aos 100 28/03/2019 Noticias

A Daimler AG e a Zhejiang Geely Holding Group (Geely Holding) anunciaram a formação de uma parceria global (joint venture 50-50) focada em operar e desenvolver a marca Smart.

Entre as medidas anunciadas encontraa-se o fim da produção dos Smart Fortwo na fábrica de Hambach, França, que passam a ser fabricados na China em parceria com a Geeley a partir de 2022

A fábrica localizada em França vai passar a desempenhar "um novo papel na produção internacional da Mercedes Benz" e vai passar a produzir uma viatura elétrica de topo, acrescentou a construtora sublinhando que os 800 postos de trabalho não estão ameaçados.

"Trata-se de um novo capítulo na história do Smart", disse Dieter Zetsche, presidente da Daimler desde 2006, numa mensagem publicada na conta que mantém na rede LinKedIn.

Veja ainda:

A empresa chinesa Geely, cujo proprietário Li Shufu é desde 2018 o acionista principal da Daimler, e a construtura alemã "vão constituir uma empresa" que vai permitir a "expansão do Smart" como veículo elétrico.

Como parte do programa de desenvolvimento de veículos, o portfolio de produtos smart também deverá ser estendido para o segmento B de rápido crescimento.

Além da fábrica de Hambach, em França, os Smart são também produzidos numa unidade situada na Eslovénia.

Em maio de 2018 a Daimler já tinha anunciado o investimento de 500 milhões de euros destinados à produção, em Hambach, de um novo modelo elétrico da Mercedes.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Peugeot 508 2.0 HDi 160cv GT Line: Grande 'espada'
Teste ao Usado. Mercedes-Benz CLA Shooting Brake 180d AMG: Fazer tudo bem não é para todos...