Ferrari recolhe mais de 2 mil automóveis por risco de incêndio

Nem o exclusivo LaFerrari Aperta escapa à ação de recolha

0 aos 100 18/03/2019 Noticias

A Ferrari vai recolher mais de dois mil automóveis (2.150 automóveis ao todo) nos Estados Unidos por potencial risco de incêndio.

Em causa uma peça defeituosa que se pode partir, aumentando assim o risco de incêndio em alguns modelos do construtor italiano, que explica que a peça é proveniente de um fornecedor exterior.

A intervenção não terá qualquer custo para o cliente, sendo que a ação de recolha inícia-se a 14 de abril.

Relacionadas:

Os modelos afetados incluem o 488 GTB, o 488 Spider, o 812 Superfast, o GTC4Lusso e o GTC4Lusso T (todos fabricados em 2018 e 2019), e ainda o exclusivo LaFerrari Aperta.

Esta não é, de resto, a única recolha que afeta os modelos da Ferrari. Também 582 unidades do GTC4Lusso produzidos entre 2017 e 2019 e todos os GTC4Lusso T estão a ser chamados à oficina devido a defeito nas portas. Segundo a NHTSA, os proprietários podem não conseguir abrir as portas ao usar o puxador exterior.

Deixe o seu comentário