Organização mundial de Saúde pede interdição de publicidade ao tabaco na F1

Pedido da OMS surge numa altura em que as empresas de tabaco estão de volta à Fórmula 1, como acontece com o grupo Philip Morris, que voltou a patrocinar a Ferrari

0 aos 100 14/03/2019 Desporto

A Organização Mundial de Saúde (OMS) pediu esta quinta-feira aos estados e às federações desportivas mundiais para fazerem respeitar a interdição de toda a publicidade ao tabaco nos eventos desportivos.

Em comunicado, aquela organização esclarece que o pedido de proibição cobre não apenas a organização de eventos desportivos, incluindo as corridas de Fórmula 1 e de MotoGP, mas também a sua difusão pelos canais de televisão.

Relacionadas:

Este pedido da OMS surge numa altura em que as empresas de tabaco estão de volta à Fórmula 1, como acontece com o grupo Philip Morris, que voltou a patrocinar a Ferrari desde outubro do ano passado, após mais de 10 anos e ausência, e com a British American Tobacco, que assinou uma parceria com a McLaren.

Deixe o seu comentário