Novo BMW Série 7 já é oficial

O novo Série 7 chega em abril, com uma grelha que promete não reunir consenso e uma versão híbrida Plug-in com autonomia elétrica de até 58 km

0 aos 100 16/01/2019 Noticias

Vítima das típicas fugas que antecedem as apresentações oficiais, o novo Série 7 já é oficial. A atualização destaca-se desde logo pela "polémica" grelha, de dimensões XL, que promete não reunir unanimidade (ou se gosta, ou se detesta), seguindo a tendência lançada pelo X7.

Segundo a BMW, a grelha é 40 por cento maior, o que faz com que tudo o resto tenha sido redesenhado (e reduzido). É o caso do parachoques, grelha inferior, e óticas, agora mais afiladas.

Os vidros estão mais espessos (5,1 mm), os guarda lamas dianteiros foram desenhados para reduzir os ruídos aerodinâmicos. Na traseira, as óticas apresentam também um novo desenho, que remete para as encontradas no novo Série 3.

Quanto ao habitáculo, destaque para um painel de instrumentos digital de última geração e o ecrã de 12,3 polegadas no topo da consola, semelhante ao utilizado no Série 8. A BMW promete novas opções de couro e acabamentos, bem como um melhor conforto acústico.

Relacionadas:

Em relação a motores, o Série 7 estará disponível com três motorizações Diesel, 730d (265cv), 740d (320cv) e 750d (400cv), e duas a gasolina, o 750i (V8 de 530cv) e o M760Li (V12 de 585cv).

Na fase de lançamento estará igualmente disponível a versão híbrida Plug-in, o 745e, que combina um motor de seis cilindros em linha com 280cv e um motor elétrico de 113 cv, para uma potência combinada de 384cv.

A BMW promete uma autonomia em modo elétrico entre 50 a 58 km e um consumo medio, nos primeiros 100 km, de 2,1 litros aos cem. Acelera dos 0 aos 100 km/h em 5,2 segundos. A velocidade máxima está limitada a 250 km/h (140 km/h em modo elétrico).

O Série 7 tem suspensão adaptativa com amortecedores controlados eletronicamente e molas pneumáticas, estando disponível como opção um eixo traseiro direcional.

O lançamento está previsto para abril, altura em que serão conhecidos os preços para o mercado português.

Deixe o seu comentário