Mário Patrão (KTM) abandonou este domingo o Dakar, na sequência de uma queda sofrida na sexta etapa, que ligou Arequipa a San Juan de Marcona, com 838 quilómetros, 317 deles cronometrados.

Na etapa mais longa da 41.ª edição da prova, o piloto de Seia caiu pouco depois do primeiro controlo de passagem, numa zona de pedras, quando seguia no meio do pó de outros pilotos.

Relacionadas:

Mário Patrão ainda tentou continuar mas as dores nas costas e no pescoço forçaram à paragem. Depois de assistido pelos médicos da prova, está a ser transportado para o hospital central de Lima, revelou a sua assessoria de imprensa à agência Lusa.

O piloto da KTM é o terceiro português a abandonar na sequência de uma queda, depois de Paulo Gonçalves (Honda) ter sofrido um traumatismo craniano na quinta etapa, na sexta-feira.

Hugo Lopes abandonou na quarta etapa com uma avaria no motor da sua KTM.