Nissan Leaf já tem versão de pista, com 327cv

Versão de pista vai dos 0 aos 100 km/h em 3,4 segundos e terá apenas seis unidades produzidas

0 aos 100 30/11/2018 Noticias

Os carros elétricos ainda lutam pelo seu espaço no automobilismo, com iniciativas como a Fórmula E, por exemplo. A Nissan quer provar que a ausência do ronco do motor não impede que um carro seja competitivo em pista. Para isso, transformou o novo Leaf na versão Nismo RC, preparada para competição e que terá apenas seis unidades produzidas.

Segundo Daniele Schillaci, o Vice-Presidente Executivo, responsável global pelo Marketing, Vendas e Automóveis Elétricos da Nissan, «o novo Leaf NISMO RC é a expressão mais empolgante, até agora, da nossa filosofia de Mobilidade Inteligente da Nissan».

O Leaf Nismo RC conta com dois motores elétricos, um por eixo, com 120 kW cada, para um total 240 quilowatts (327cv) e um binário instantâneo nas rodas de uns impressionantes 640 Nm. A tecnologia da transmissão do novo Nissan Leaf inclui a bateria de iões de lítio de alta capacidade e inversores da versão de estrada.

Um novo sistema de tração integral permite que a potência seja gerida de forma independente em cada eixo, proporcionando binários instantaneamente aos pneus com uma maior aderência para permitir uma excelente eficiência em cuva.

Relacionadas:

Conta com vários componentes leves e uma estrutura monocoque totalmente em fibra de carbono, o que lhe permite anunciar um peso de apenas 1.220 quilogramas, o que resulta numa aceleração de 0 a 100km/h em apenas 3,4 segundos.

Tem 4,55 metros de comprimento (2,75 metros de distância entre eixos) e apenas 1,21 metros de altura. Utiliza óticas LED e uma asa traseira ajustável, que permite variar o nivel de carga aerodinâmica disponível.

A Nissan planeia construir seis unidades do novo LEAF NISMO RC para exibir em todo o mundo e assim permitir que os seus fãs experienciem a potência e a audácia em primeira mão. Estará ainda em exposição nas provas de Fórmula E, onde a Nissan de estreia nesta temporada.

Deixe o seu comentário