Alemanha isenta camiões a gás natural do pagamento de portagens

Camiões a gás natural passam a beneficiar dos mesmos benefícios dos veículos elétricos

0 aos 100 22/10/2018 Noticias

O Parlamento Alemão aprovou uma resolução para isentar veículos a Gás Natural Comprimido e Liquefeito (GNC e GNL) do pagamento de portagens, entre 1 de Janeiro de 2019 e 31 de Dezembro de 2020.

A isenção refere-se à taxa de poluição das portagens nas auto-estradas, o que significa que as frotas a gás natural irão gozar dos mesmos benefícios dos veículos elétricos, e que apenas terão de pagar portagens relativas aos custos das infra-estruturas e as taxas de ruídos incluídas nas portagens.

Esta isenção, juntamente com os subsídios para a aquisição de veículos a gás natural anunciada em Julho (12.000€ para os veículos a GNL e 8.000€ para veículos a GNC), aumenta as vantagens financeiras dos camiões sustentáveis para os operadores logísticos alemães, com uma poupança entre 9,3 a 18,7 cêntimos por quilómetro, dependendo da classe do peso.

Veja ainda:

Face aos modelos equivalentes a gasóleo, os camiões a gás natural geram menos 90% de NO2 e menos 99% de partículas; no caso do biometano, a redução de CO2 atinge 95%.

Em comunicado, a Ieco saúda a isenção do pagamento de portagens nas auto-estradas "pelo impulso que vai proporcionar à transição da indústria dos transportes para o gás natural como alternativa de tração para os veículos, adicionando vantagens financeiras aos benefícios ambientais".

"A isenção do pagamento de portagens terá impacto positivo para além do território alemão, devido ao posicionamento central do país nas principais rotas europeias de transporte de longo curso", acrescenta a Iveco.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Peugeot 508 2.0 HDi 160cv GT Line: Grande 'espada'
Teste ao Usado. Mercedes-Benz CLA Shooting Brake 180d AMG: Fazer tudo bem não é para todos...