Porsche 911 992 dá-se a conhecer… camuflado!

O "eterno" 911 prepara nova geração, denominada 992. Cujas primeiras imagens oficiais acabam, aliás, de ser divulgadas. Embora ainda de camuflado

0 aos 100 10/10/2018 Noticias

As imagens dos novos modelos ainda camuflados estão na moda e a Porsche não foge à regra, uma vez que acabou de libertar algumas do novo 911, que será revelado no Salão de Los Angeles, que arranca a 30 de novembro.

A geração 992 promete manter a filosofia a que a Porsche já nos habituou: evolução ao invés de revolução, algo que será evidente na estética, com a maior alteração na traseira, onde as influências do Panamera e Macan parecem vir em força para reinventar a receita do clássico por excelência. Falamos dos farolins interligados por uma tira em LED, que ligam os extremos da traseira.

Na dianteira o 911-992 deverá surgir mais “limpo”, montando os faróis em posição ainda mais inclinada, para que pareçam circulares vistos de frente. Haverá mais umas nervuras aqui, uns vincos acolá, mas a verdade é que neste capítulo o 911 respeitará a linhagem.

Também por dentro há alterações, uma vez que o painel de instrumentos mantém o velocímetro ao centro, mas depois tudo o resto é digital, para passar todas as informações ao condutor, sem que este tenha de afastar a atenção daquilo que é importante.

Os motores do 911, versão 992, vão recorrer a soluções sobrealimentadas, todas elas dotadas com filtros de partículas, devido à necessidade de cumprir com a norma Euro 6d-TEMP do WLTP.

A base continuará a ser o 3.0 de seis cilindros opostos que debitava 370 cv no Carrera, 420 cv no Carrera S e 450 cv no GTS, sendo expetável um ligeiro incremento de potência em cada um deles, com o Carrera S a chegar aos 450cv (mais 30cv).

Relacionadas:

A versão Turbo e Turbo S continuarão no topo do 911-992, mantendo o 3.8 Boxer, que até aqui fornecia 540 cv na versão normal e 580 cv no Turbo S (deverá superar os 600cv no 992). O único 911 atmosférico continuará a ser o GT3.

A maior novidade passará por um 911 híbrido plug-in, baseado no sistema que monta no Panamera Turbo S E-Hybrid. As baterias deverão condenar o espaço na mala e bancos traseiros, com o 911 híbrido a ser esperado em 2023.

Deixe o seu comentário