Mercedes-AMG Project One já está em fase de testes

Já arrancou o programa de testes do 'F1 de estrada' e… a coisa promete

0 aos 100 20/09/2018 Noticias

O "F1 de estrada" da Mercedes-AMG, o Project One acaba de entrar na fase de pré-produção, o que significa testar, afinar, testar e afinar… até à exaustão, em todo o tipo de situações e ambientes adversos. As primeiras entregas estão previstas para o final de 2019.

O programa de desenvolvimento do hiperdesportivo começou com um processo de engenharia virtual ("Project ONE Virtual Engineering"), com um objetivo, longe de ser simples: transferir a tecnologia híbrida da Fórmula 1 para a estrada.

A Mercedes-AMG, que divulgou as primeiras imagens dos protótipos de testes, ainda camuflados, aponta que os seus técnicos mais qualificados investiram centenas de horas de testes nas instalações de alta tecnologia em Brixworth.

Relacionadas:

O objetivo é tornar a unidade motriz de um Fórmula 1 pronta para a produção em série. “Toda a mecânica, incluindo todos os componentes híbridos, passaram pelos mais difíceis testes de pista nos testes dinâmicos de alto desempenho dos especialistas em motores da HPP em Brixworth”, explica a Mercedes-AMG.

A conclusão dos testes dinâmicos em laboratório foi seguida pela instalação da mecânica altamente complexa nos primeiros protótipos, que desde então têm vindo a passar despercebidos num campo de testes secreto em Inglaterra.

Agora, com o avançar o desenvolvolvimento deste “F1 de estrada”, torna-se cada vez mais difícil manter os testes debaixo de secretismo, embora continuem a ter lugar em pistas fechadas. Contudo, devido ao som característico de um F1, é difícil mantê-lo longe dos olhares.

A Mercedes-AMG já confirmou algumas das suas carateristicas técnicas, nomeadamente o motor 1.6 Turbo do Mercedes W06, o monolugar de F1 (embora alterado para circular na via pública), instalado entre o habitáculo e o eixo posterior, combinado com dois motores elétricos junto das rodas dianteiras.

Este motor será capaz de regimes próximos das 11.000 rpm e os rotores dos motores elétricos conseguirão alcançar regimes na ordem dos 50.000 rpm. A funcionar em conjunto, serão capazes de oferecer uma potência máxima em torno dos 1.000 cavalos.

Com toda a experiência acumulada na Fórmula 1, o AMG Project One será capaz de acelerar dos 0 aos 200 km/h em apenas 6 segundos e uma velocidade máxima superior a 350 km/h, algo que só estará ao alcance dos 275 clientes, um dos quais português, dispostos a pagar os 2,3 milhões de euros pedidos por cada exemplar.

Deixe o seu comentário