Bancos podem ser a causa do atraso do Tesla Model 3

Opção de produzir internamente os bancos pode ser principal problema na linha de produção

Miguel Costa 27/10/2017 Noticias

A Tesla tomou uma decisão ousada ao produzir ela própria os bancos dos seus carros. Algo que vai contra a corrente, porque o comum na indústria automóvel é que os bancos sejam produzidos por fornecedores externos. Só que a complexidade do formato dos bancos do Model X colocou alguns entraves junto dos fornecedores, que se mostraram incapazes de responder ao exigido.

Desta forma, a marca de Elon Musk resolveu fazer ela mesma os bancos do Model 3, o Tesla mais acessível, logo o de maior volume de produção (mais de 400 mil pré-encomendas).

Só que agora, a medida pode voltar-se contra a própria Tesla, visto que a marca não terá capacidade para responder à elevada procura pelo modelo. E um dos problemas será justamente a incapacidade do fabricante em fazer bancos suficientes para todos os carros.

Um dos objetivos da Tesla é produzir nada menos que 500 mil carros por ano. No entanto, fontes ligadas à marca com sede na Califórnia afirmam que o número não chegará nem perto disso.

A meta de produção para o Model 3 era de 1.500 unidades entre julho e setembro, mas só conseguiu entregar 260 carros. A própria Tesla assume que o número fica aquém do esperado, e admite, sem grandes explicações, que existem “constrangimentos na produção”.

Segundo especialistas, produzir os próprios bancos é uma decisão questionável. A tarefa exige mão-de-obra especializada e tem pouco retorno. Por isso a maioria dos fabricantes delega a terceiros. Tanto que analistas acreditam que a Tesla vai ter de voltar atrás se pretender alcançar os volumes de produção ambicionados.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

DS 3 Crossback BlueHDi 100. A virtude de ser diferente
Ensaio ao Renault Clio RS Line TCe 130 EDC: Faceta desportiva