Portugal. A partir de 2040 só carros elétricos, híbridos ou a hidrogénio

Portugal vai impedir venda de veículos poluentes novos a partir de 2040

Luis Neves 10/09/2018 Noticias

A decisão parece estar tomada: em 2040 todos os veículos novos vendidos em Portugal serão responsáveis por zero emissões de dióxido de carbono.

O Governo português vai levar a Birmingham, para apresentar na primeira cimeira mundial sobre veículos sem emissões de dióxido de carbono, um plano para reduzir a pegada carbónica na mobilidade.

"Temos que pensar que ainda não está resolvido o problema da autonomia para viagens de muito longo curso, pelo que fomos prudentes e inscrevemos também os veículos de baixas emissões. Mas até 2040 os avanços tecnológicos vão resolver esse problema, não tenho grandes dúvidas”, disse ao PÚBLICO o secretário de Estado Adjunto e do Ambiente, José Mendes.

Ainda antes, para 2030, o Governo compromete-se que toda a frota da administração pública em Portugal será constituída por veículos de emissão zero, ou de baixas emissões.

Relacionadas:

José Mendes esclarece que não refere uma tecnologia em específico, ou a privilegiar uma tecnologia em detrimento de outra: podem ser veículos eléctricos, veículos híbridos ou a hidrogénio. "O que nos importa é que tenha zero emissões, e é esse o pano de fundo a que queremos chegar”, explica.

O processo de retirar das estradas os veículos poluentes não começou agora, já decorre desde há alguns anos o Eco.Mob, o programa de Mobilidade Sustentável (que vai já na sua segunda fase), com o qual tem tentado que seja o próprio Estado a dar o exemplo nas mudanças que são necessárias de fazer.

Portugal tinha um parque de veículos elétricos, no final de 2014, de 26.903 unidades, o que o eleva o Estado a estar entre as maiores frotas do país.

Deixe o seu comentário