Fernando Alonso abandona F1

Piloto espanhol não vai correr na F1 em 2019, para 'explorar novas aventuras'

0 aos 100 14/08/2018 Desporto

A decisão está tomada e não parece haver volta a dar: Fernando Alonso abandona a Fórmula 1 no final desta temporada.

A notícia foi dada em comunicado, no site oficial da McLaren. O piloto publicou um vídeo emotivo no Twitter, intitulado "Dear F1" ["Querida F1"]. Em declarações ao site da McLaren, falou de novos desafios, sem esclarecer se se trata de um adeus definitivo ou um até já".

"Depois de 17 maravilhosos anos neste desporto fantástico, é hora de mudar e seguir em frente. Desfrutei de cada minuto de cada incrível temporada e não posso agradecer o suficiente a todos os que contribuíram para que todas fossem tão especiais", afirmou, assumindo a vontade de "explorar novas aventuras" que estão "ao virar da esquina".

Relacionadas:

O espanhol, de 37 anos, sagrou-se duas vezes campeão mundial de F1, em 2005 e 2006, ambas na Renault, em 17 temporadas na disciplina - cinco das quais na McLaren -, tendo vencido 32 corridas, alcançado 22 'pole positions' e subido 97 vezes ao pódio.

Sem adiantar de que forma tenciona prosseguir a carreira de piloto, nem se poderá regressar à categoria rainha do desporto automóvel, o anúncio está a ser encarado como uma forma de o espanhol alcançar a designada 'tripla coroa'.

Alonso já venceu o Grande Prémio do Mónaco de F1, em 2006 e 2007, e as 24 Horas de Le Mans, em 2018, mas na única vez que disputou as 500 Milhas de Indianápolis, em 2017, teve de abandonar a 21 voltas do fim da corrida, devido a problemas mecânicos.

Nono classificado no Mundial de 2018, o espanhol estreou-se na F1 em 2001, ao volante de um Minardi, tendo, posteriormente, pilotado para a Renault, na qual obteve os maiores êxitos da carreira, McLaren e Ferrari.

Deixe o seu comentário