Quanto custa realmente produzir um Tesla Model 3?

Engenheiros ‘dissecaram’ exemplar do Model 3 e fizeram contas...

0 aos 100 12/06/2018 Curiosidades

Se há algo que os fabricantes mais procuram manter em segredo é o custo real de produção dos seus modelos. A Tesla não é estranha a esse interesse, até por motivos de concorrência, mas já podemos saber aproximadamente quanto custa realmente produzir um Model 3.

A espionagem entre marcas através de engenharia reversa é uma atividade muito comum, a qual permite hoje sabermos se a Tesla perde, ou não, dinheiro com cada Model 3 que vende e se realmente vender um Model 3 a 35.000 dolares dá prejuízo ou não à marca de Elon Musk.

Segundo avança a revista alemã WirtschaftsWoche, que falou com a empresa que “dissecou” um Model 3 para assim poder fazer uma avaliação dos custos, o modelo mais barato da Tesla não custará mais do que 28 mil dólares a produzir (aproximadamente 24 mil euros) — 18 mil dólares de materiais e logística, mais 10 mil dólares de mão de obra, distribuição, marketing, etc.

Falamos de um custo que, naturalmente, não é exato e que pode ser alterado por variáveis ​​como logística, tarifas, impostos, etc. Ainda assim, a mensagem após esta dissecação é muito clara, e é que no caso do mais barato dos Tesla Model 3 que é vendido por 35.000 dolares, uma margem de lucro é de 7.000 dolares, uma margem apreciável quando comparado com muitos outros modelos atualmente à venda.

Relacionadas:

De lembrar que a produção do Tesla Model 3 ainda não contempla esta versão de acesso, de 35 mil dolares, tendo a Tesla dado prioridade à produção das versões mais equipadas e, portanto, mais caras, para aumentar o retorno de cada venda.

O truque para a rentabilidade do Model 3

O segredo do Model 3 encontra-se nas baterias. O grupo de engenheiros encarregado de desmontar o Model 3 analisou a química das baterias para descobrir que a presença de cobalto é inferior (cerca de dois terços a menos) que nas baterias da concorrência mais direta, o que tem reflexo no custo das baterias, logo inferior.

Aliás, a própria Tesla já fez saber que conseguirá no espaço de dois anos reduzir significativamente o preço das baterias, um avanço fundamental para alcançar um preço de 100 dolares para cada kWh de armazenamento, quando empresas como a Renault e Nissan rondam os 200 dólares/kWh, e novamente o segredo passa por um menor recurso a cobalto.

Face a estes números, o Model 3 poderá contrariar a tendência de prejuízos na Tesla, caso a Tesla consiga, efetivamente, vir a produzir as ambicionadas 10 mil unidades por semana, algo que tarda em acontecer.

Deixe o seu comentário