O que já se sabe sobre o novo BMW Série 3

Já são conhecidos alguns pormenores sobre o modelo conhecido internamente como G20, o mesmo será dizer, sobre a sétima geração do Série 3

0 aos 100 24/05/2018 Noticias

A BMW ultima os detalhes para o lançamento da nova geração do Série 3 (G20), a sétima, que será mostrada no último trimestre do ano e lançada em Portugal no início de 2019.

Os protótipos já foram, de resto, apanhados em testes de estrada (nas imagens), deixando ver que o Série 3 herdará a linha estética dos irmãos mais velhos, o 5 e o 7, embora em dimensões mais compactas.

O novo Série 3 será até cerca de 40 kg mais leve face ao atual, em virtude do uso de mais componentes em alumínio e plástico reforçado a fibra de carbono. Isso é possível devido à utilização da plataforma CLAR, a mesma dos novos Série 7 e Série 5.

Será, ainda, cerca de 6 cm mais comprido face ao antecessor, com uma distância entre eixos 2 cm superior. No interior, espera-se uma atualização significativa, com a remoção de alguns botões físicos, a introdução da mais recente versão do sistema de infotainment iDrive e de um painel de instrumentos digital nas versões mais equipadas.

Relacionadas:

Entre as novas versões, a maior novidade é a introdução das versões desportivas intermédias M Performance Diesel e gasolina M340d e M340i. A versão Diesel terá tração integral e cerca de 320 cv de potência.

As versões a gasolina convencionais serão alvo de um incremento de potência de 7 cv e 20 Nm, além de uma redução de emissões de CO2 na ordem dos 5%. Nos Diesel, o 316d passará de 116 para 136 cv, enquanto o 318d beneficiará de mais 13 cv, chegando aos 163 cv. O 320d terá mais 14 cv, chegando aos 204 cv, sendo que o 325d atingirá 237 cv. Em média, as versões a gasóleo emitirão menos 5% de CO2. A juntar a isto, o híbrido plug-in 330e passará para os 265 cv e haverá uma nova versão PHEV 325e com 229 cv.

A juntar às versões híbridas plug-in com autonomia em modo elétrico até 30 km passará a estar o M3 que passará a ser um híbrido convencional com um motor elétrico posicionado entre o motor térmico e a caixa de velocidades, associado a um sistema elétrico de 48 volt. Esta versão terá componentes mais leves e cerca de 500cv.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Teste ao Usado: BMW 520d Touring. Elegância é isto!
Peugeot 508 2.0 HDi 160cv GT Line: Grande 'espada'