Lamborghini Aventador Jota apanhado em Nurburgring

A derivação mais “performante” do Aventador já está em testes

0 aos 100 13/04/2018 Noticias

Que a Lamborghini prepara uma versão “insana” do Aventador, já tínhamos ouvido dizer. Agora ficámos a saber que o Aventador SuperVeloce Jota, como se vai chamar, já voa no circuito de Nurburgring, na Alemanha.

A versão, que promete ser o superlativo do Aventador, foi apanhada em testes de desenvolvimento, ainda camuflado, antes da sua apresentação oficial, o que deverá acontecer antes do final do ano.

O nome escolhido é já um histórico na Lamborghini. Foi utilizada, pela primeira vez, pelo lendário piloto oficial de testes da Lamborghini, Bob Wallace, numa versão especial do Miura, destinada a disputar o Grupo E da FIA. E a que foi dado o nome, apenas e só, de “Jota”, segundo a fonética espanhola.

Relacionadas:

O ‘J’ voltou a ser utilizado numa variante de pista do Diablo SE30 e, mais recentemente, no Aventador J, do qual foi produzido apenas um único exemplar, em 2012.

Sobre este novo Aventador J, espera-se que siga a já tradicional fórmula “menos peso/mais potência”, se bem que, pelo menos para já, seja impossível prever o que será ao certo “mais potência”.

Certo é que o V12 atmosférico de 6,5 litros deverá ter cerca de 800cv (mais que os 740 cv do Aventador S, 750 cv do Veneno, ou até mesmo nos 770 cv do Centenario) e que deverá utilizar o sistema Aerodinamica Lamborghini Attiva (ALA), estreado no Huracan Performante.

O ALA combina uma série de soluções aerodinâmicas, com spoiler, difusores e asa equipados com flaps, borboletas e canalizações controladas eletronicamente para otimizar o fluxo de ar nas travagens, acelerações e até mesmo na vectorização do ar em curvas, de forma a gerar mais downforce na roda interior e assim contrariar a transferência de massas ao curvar.

Quando o sistema está fechado, o modelo funciona como se tivesse uma asa fixa, para maior velocidade em reta.

Deixe o seu comentário