BMW processada por emissões 27 vezes superiores ao legal

Acusada de utilizar um software de manipulação de emissões nos modelos X5 e 335d

0 aos 100 28/03/2018 Noticias

A BMW foi alvo de uma ação judicial interposta na terça-feira (27.03) nos Estados Unidos pelas emissões dos motores a diesel instalados em alguns dos seus modelos, informou o escritório de advogados Hagens Berman.

Os modelos envolvidos são os BMW X5 a Diesel e 335d comercializados entre 2009 e 2013, cujas emissões, segundo Hagens Berman, são 27 vezes superiores ao máximo autorizado nos Estados Unidos.

Segundo a ação, a BMW terá dissimulado as emissões com um software, tal como fez a Volkswagen e que deu origem ao polémico “Dieselgate”, indicou a mesma fonte.

Relacionadas:

"Estes veículos, no estado em que a BMW os vendeu, não são legais", afirma o escritório de advogados.

De acordo com a ação, o software utilizado impede que as emissões de óxido de enxofre superiores às normas sejam detetadas. A ação tramita num tribunal de Nova Jérsia.

Resposta da BMW

A BMW já reagiu em comunicado. “Não comentamos litígios ativos, mas estamos a estudar cuidadosamente o processo para entender exatamente o que é alegado. Por uma questão de princípio, os veículos do Grupo BMW não são manipulados e cumprem todos os requisitos legais. ”

Deixe o seu comentário