Porsche revela (alguns) segredos do Mission E

Porsche levantou (um pouco mais) a ponta do véu sobre a sua berlina elétrica

0 aos 100 22/03/2018 Noticias

Ainda faltam largos meses (algures em 2019) até que a Porsche mostre oficialmente a sua primeira aventura no mundo dos elétricos, mas como já não se trata de uma mera suposição e sim de uma certeza, começam agora a surgir os primeiros detalhes da versão de produção do Mission E.

Nas últimas imagens libertadas, quase à “socapa”, já é possível ver que o desportivo elétrico terá duas bagageiras, uma à frente, no lugar que seria do motor a combustão, e outra atrás, tal como o Tesla Model S.

Consegue ver-se, ainda, alguns painéis do modelo, a sua estrutura sem camuflagem, ou detalhes como a entrada da tomada para os carregamentos e as óticas traseiras.

Sabe-se, de resto, que o Mission E estará equipado com dois motores magnéticos permanentemente síncronos (PMSM) a produzir conjuntamente 600 cv que “catapultam” o Mission E até aos 100 km/h em apenas 3,5 segundos. Zero aos duzentos: menos de 12 segundos.

A Porsche já admitiu que Mission E terá uma versão mais acessível, com 408 cv, que será proposto pelos mesmos 85.000 dólares do Panamera mais barato, pelo menos no mercado americano.

Relacionadas:

Com uma carga completa, o Mission E terá uma autonomia estimada em 500 quilómetros. Tudo isto é possível, segundo a marca, pela utilização de um sistema de 800 volt, que duplica a voltagem habitual nos veículos elétricos convencionais.

Mais: bastarão, por exemplo, 15 minutos de carga para obter 80% da energia elétrica que permite estes números e garante uma autonomia para 400 quilómetros.

A ajudar à performance está o sistema de tração integral com Porsche Vectoring, que distribui automaticamente o binário por cada uma das quatro rodas direcionais – estas para “maior precisão e comportamento desportivo”, diz a Porsche.

Será possível também configurar todos os parâmetros do carro a partir de um tablet com a aplicação “Porsche Car Connect” e existirá até uma “chave digital” para abrir o veículo.

A Porsche diz ainda que a Mission E será um “carro desportivo exclusivo que estabelecerá novos padrões como o carro mais desportivo e ... tecnologicamente mais sofisticado de sua classe”.

A empresa descreve o modelo como uma “resposta convincente” aos desafios da e-mobilidade, como um modelo que combinará sustentabilidade e eletromobilidade com performance e prazer de condução.

Deixe o seu comentário