Porsche diz que o mais potente dos 911 será híbrido

É inevitável e nem o carismático 911 o conseguirá evitar: a próxima geração contará com uma versão híbrida de ligar à tomada

0 aos 100 11/03/2018 Noticias

A vida do Porsche 911 é atualmente uma constante adaptação à evolução dos tempos. Os entusiastas da tradição do construtor alemão já viram os motores deste ícone da indústria automóvel passarem de ar para a água, de atmosférico para turbo, e praticamente de transmissão manual para automática de dupla embraiagem (já que o PDK é a opção preferida dos compradores). Agora, o presidente da Porsche garantiu que o 911 será híbrido.

As declarações de Oliver Blume à Autocar podem chocar os mais conservadores, mas pelo menos surge acompanhada de uma boa notícia: este 911 híbrido será, provavelmente, o mais potente da história (ao nível de um GT3, GT2, etc…). “O 911 plug-in deverá ser um carro muito forte em desempenho”, afirmou. “Será o 911 mais potente que já tivemos, possivelmente com 700 cv.”

Relacionadas:

A versão eletrificada do próximo 911 vai manter o motor boxer de seis cilindros, mas o conjunto será complementado por outro motor elétrico com cerca de 138cv, a potência do motor elétrico do atual Panamera 4 E-Hybrid.

Certo é que os engenheiros da Porsche parecem estar bem entusiasmados com esta inédita versão do 911. Segundo a revista, estão já a pensar em colocar um botão específico para dar um “empurrão” elétrico no arranque (estilo os Tesla, talvez) e a arquitetura será feita à medida, aproveitando a experiência que têm com o Panamera híbrido e o 918 Spyder.

Contudo, o 911 híbrido ainda vai demorar, chegando apenas dois anos depois da apresentação da geração 992, o que deverá acontecer ainda no decorrer deste ano de 2018.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

DS 3 Crossback BlueHDi 100. A virtude de ser diferente
Ensaio ao Renault Clio RS Line TCe 130 EDC: Faceta desportiva