Sucessor do McLaren F1 ultrapassará os 391 km/h

Para já conhecido como BP23, aquele que promete ser o mais potente dos modelos da marca será o sucessor do espiritual do F1

0 aos 100 04/03/2018 Noticias

A McLaren libertou algumas informações do seu novo hiperdesportivo de três lugares. O “sucessor espiritual” do F1 tem o nome de código BP23 (Bespoke Project 2, com o número 3 alusivo aos três lugares) e promete ser o McLaren mais veloz de todos os tempos.

Segundo a McLaren, o novo hiperdesportivo será capaz de ultrapassar os 391 km/h (243 mph) velocidade máxima atingida pelo F1 quando foi lançado, em 1993. O novo modelo, que será revelado ainda este ano, será híbrido, assim como o P1, último hiperdesportivo do construtor.

Com produção toda vendida desde novembro de 2016, quando a McLaren anunciou que faria um novo carro de três lugares, o BP23 terá apenas 106 unidades produzidas. Tal como o F1, terá uma configuração 1+2, com o “piloto” sentado ao meio, entre os dois ocupantes, posicionados mais atrás.

“Será um carro para viagens longas, mas com níveis de performance e de envolvimento do condutor ao nível de qualquer outro McLaren”, garantiu Mike Flewitt. As portas serão de abertura em tesoura e haverá uma entrada de ar no tejadilho, que aludem ao supercarro dos anos 1990, desenhado por Gordon Murray.

Produção arranca só em 2019

O sucessor do F1 começará a ser produzido apenas no fim de 2019 e, ao contrário dos modelos da linha Sport Series, terá um nome, como o McLaren Senna, e não uma sigla alfanumérica (570s, 675, 720S).

A divisão especial MSO ficará encarregue da produção, uma vez que os clientes poderão personalizar a sua própria unidade, nomeadamente as cores, decorações e alguns componentes. Cada unidade custa 1,8 milhões de euros, antes de impostos.

Deixe o seu comentário