Os F1 de 2018: Red Bull mostra RB14...camuflado

Primeiros testes de Fórmula 1 arrancam a 26 de fevereiro

0 aos 100 19/02/2018 Noticias

A Red Bull apresentou o RB14, o novo monolugar de Fórmula 1 para a temporada de 2018, com uma decoração provisória a preto e azul, pelo menos até aos primeiros testes na Catalunha.

O Aston Martin Red Bull Racing Tag-Heuer RB14, o nome completo do novo monolugar, mantém os motores Renault (rebatizados de Tag-Heuer) e distingue-se, essencialmente pela introdução do halo, a polémica proteção do habitáculo, que neste caso surge algo "disfarçada" pelo contraste das cores utilizadas nesta pintura temporária.

Daniel Ricciardo e Max Verstappen estarão ao volante de um monolugar que deverá marcar o fim da parceria entre a Red Bull e a Renault.

Os primeiros testes de pré-temporada arrancam a 26 de fevereiro (já na próxima semana), na Catalunha, Espanha.

Quanto a apresentações dos novos monolugares, depois do Williams, Haas e Red Bull, seguem-se Sauber e Renault, com a equipa suíça a revelar o C37 com as cores da Alfa Romeo no dia 20 de Fevereiro e a Renault a reservar o mesmo dia para mostrar o R.S.18.

No dia 22 de Fevereiro ficaremos a conhecer os monolugares de duas equipas que pretendem conquistar títulos em 2018. Mercedes e Ferrari escolheram o mesmo dia para apresentarem os seus carros, ainda que tenham chegado a acordo para que os respetivos eventos não se realizem à mesma hora.

Relacionadas:

A 23 de Fevereiro será a vez da McLaren apresentar o MCL33 em Woking. A equipa britânica espera estar em condições de regressar aos bons resultados com motores da Renault e poderá alterar ligeiramente a decoração do seu carro.

Já em Barcelona, no dia 26 de Fevereiro, a Toro Rosso irá revelar o STR13 nos minutos que antecedem o início dos testes de pré-temporada. A equipa que agora utilizará motores da Honda tinha previsto o lançamento do seu monolugar para dia 25, mas uma sessão de filmagens da Ferrari obrigou a uma mudança de planos.

Force India ainda não anunciou a data de lançamento do VJM11, permanecendo também a incerteza quanto a uma possível mudança de nome da equipa que terminou na quarta posição no campeonato de construtores de 2017.

Deixe o seu comentário