BMW defende motores a gasolina e gasóleo: 'A procura vai continuar sólida durante muitos anos'

Construtor alemão reafirma que motores de combustão interna são para continuar a desenvolver

0 aos 100 21/03/2021 Noticias

Com a maioria dos construtores a abandonarem o desenvolvimento de motores de combustão, como a Mercedes-Benz, Renault, Hyundai ou recentemente a Audi, a BMW veio reafirmar não ter qualquer intenção de deixar de desenvolver novos motores de combustão interna.

A garantia foi dada por Oliver Zipse, diretor executivo da BMW, em declarações a Phil LeBeau, repórter da CNBC. O responsável alemão acredita que “a procura de veículos com motores de combustão interna vai continuar sólida durante muitos anos”.

O anúncio acaba por ser algo surpreendente, quando Mercedes-Benz e Audi anunciaram o abandono do desenvolvimento dos motores a combustão, e uma das marcas do Grupo BMW, a MINI, acaba de anunciar que se prepara para abandonar por completo os motores de combustão. A partir de 2

Veja ainda:

Contudo, a marca alemã não pretende ser uma mera espectadora da transformação elétrica e também tem fortes ambições nesse capítulo, já que espera que metade das suas vendas em 2030 sejam de automóveis elétricos.

Algo evidente, com a recente apresentação do i4 e o iX, dois modelos elétricos que vão reforçar quase de imediato a gama elétrica da BMW, que já conta com o i3 e o SUV iX3.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Ao volante do Hyundai Kauai Hybrid. Inteligência funcional
Toyota Corolla Touring Sports TREK, uma carrinha com 'alma' SUV