Honda abandona motores a gasolina e Diesel em 2022

Só híbridos e elétricos dentro de cerca de dois anos

0 aos 100 03/12/2020 Noticias

A Honda vai abandonar todas as motorizações puramente a combustão (sem auxílio de motor elétrico) do catálogo de modelos disponível na Europa até ao final de 2022.

A confirmação foi dada por Ian Howells, vice-presidente da divisão europeia, em declarações à Autocar, que assim reafirma que a aposta será “uma combinação de modelos 100% elétricos e híbridos”.

"Obviamente, se a legislação começar a mudar à medida que nos aproximamos de 2035, ou também se nos afastarmos do híbrido, então mudaremos a nossa tecnologia", acrescentou.

O responsável da Honda referiu ainda que, para além dos motores elétricos, existem várias soluções para a redução de emissões, como “os combustíveis sintéticos, a biomassa, o hidrogénio, mas também de certa forma alguns dos combustíveis tradicionais e as baterias”.

Veja ainda:

Howells explicou ainda que não acredita que os carros 100% elétricos sejam uma solução imediata para reduzir as emissões, uma vez que as propostas ainda são de 1/3 a 50% mais caros face aos modelos térmicos ou híbridos.

Como tal, a tecnologia híbrida funcionará como transição – apesar de reconhecer as suas limitações, sobretudo devido à reduzida autonomia proposta.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

DS 3 Crossback BlueHDi 100. A virtude de ser diferente
Ao volante do Hyundai Kauai Hybrid. Inteligência funcional