Ferrari diz que SUV é ‘outro nível de complexidade’

Projeto do Purosangue está entre ao antigo responsável pelo programa de SUV’s da Porsche

0 aos 100 18/11/2020 Noticias

A Ferrari reconheceu que o desenvolvimento do seu primeiro SUV, o Purosangue, tem sido mais desafiante que a idealização e o trabalho feito no seu primeiro modelo eletrificado, o híbrido SF90 Stradale – com 1.000 cv de potência.

O antigo responsável pelo programa de SUV’s da Porsche, o diretor técnico da Ferrari, Michael Leiters, admitiu que criar um SUV do zero é um nível diferente de complexidade para a marca italiana.

"O SF90 foi um desafio, mas o SUV Purosangue é outro nível de compexidade", disse Leiters ao Top Gear. "E isso significa que precisamos de uma certa cultura e procedimentos de teste para que possamos responder aos requisitos dos clientes para os SUV. Mas estou muito confiante. Pessoalmente, fiz muitos SUVs e acho que entendemos o que é necessário para um SUV que é um Ferrari de verdade. Quando chegar a hora, provaremos que não é uma contradição."

Veja ainda:

O modelo, que tem apresentação prevista para 2022, tem sido testado com peças aleatórias da Maserati e Ferrari, impossibilitando qualquer ideia ou projeção de como poderá vir a ser.

Ao que tudo indica, o Purosangue deverá contar com o mesmo motor biturbo V8 de 3.9 litros do GTC4 Lusso, com 650 cv. Outra possibilidade é que a Ferrari desenvolva um novo motor V6 biturbo híbrido.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Ensaio ao Renault Clio RS Line TCe 130 EDC: Faceta desportiva
DS 3 Crossback BlueHDi 100. A virtude de ser diferente