Miguel Oliveira: 'Senti-me competitivo até perceber que não tinha pneu traseiro'

Português terminou fora dos pontos pela primeira vez na temporada

0 aos 100 18/10/2020 Desporto

Miguel Oliveira terminou este domingo na 16.ª posição o Grande Prémio de Aragão de MotoGP, em Espanha, vencido pelo espanhol Alex Rins (Suzuki), a primeira vez que concluiu fora dos pontos uma corrida nesta temporada.

O piloto da KTM terminou a prova a 18,284 segundos de Alex Rins, que bateu os também espanhóis Alex Márquez (Honda) e Joan Mir (Suzuki), o novo líder do campeonato de pilotos.

Oliveira partiu da 18.ª posição e ainda chegou a estar no 15.º lugar, mas, com o desenrolar das voltas, as dificuldades em manter tração no pneu traseiro foram decisivas.

"Foi uma corrida bastante difícil. Senti-me mais competitivo na primeira parte, até sentir que já não tinha pneu traseiro, sobretudo do lado esquerdo. Ao longo de todo o fim de semana temos vindo a sofrer com esta situação e, para a corrida, não conseguimos encontrar uma solução. Isso deixou-nos sem opção nenhuma de lutar por posições competitivas", explicou o piloto de Almada.\

Veja ainda:

A Mundial prossegue já dentro de uma semana, no mesmo circuito de Aragão, onde se disputou a corrida de hoje e, por isso, Miguel Oliveira prometeu "analisar" os dados para encontrar uma solução.

"Temos tempo de fazer o resumo das informações todas e tentar perceber o que fazer com a mota para me ajudar a batalhar por posições que são aquelas que acredito que consigo dar à equipa", concluiu.

A prova foi vencida por Alex Rins, que se tornou, assim, o oitavo vencedor diferente esta temporada.

"No início da corrida estava demasiado calmo e pensei que isso era mau. Mas correu tudo bem. Esta vitória tem um grande significado, depois das lesões e todas as dificuldades desta temporada", comentou Rins, que bateu Alex Marquez por 263 milésimas e o companheiro de equipa Joan Mir por 2,644 segundos.

Mir é o novo líder do Campeonato do Mundo, com 121 pontos, mais seis do que o anterior comandante, o francês Fabio Quartararo (Yamaha), que saiu da "pole position", mas terminou apenas na 18.ª posição, fora dos pontos.

Miguel Oliveira também perdeu uma posição no campeonato, precisamente para Rins, baixando ao 10.º lugar, com 69 pontos.

A próxima corrida será o Grande Prémio de Teruel, no circuito de Aragão, no próximo domingo.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Ensaio ao Renault Clio RS Line TCe 130 EDC: Faceta desportiva
DS 3 Crossback BlueHDi 100. A virtude de ser diferente