Novo Classe S estreia nível 3 de condução autónoma, instrumentação 3D e até cinco ecrãs

Nova geração torna-se mais inteligente para oferecer um nível superior de experiência de condução

0 aos 100 02/09/2020 Noticias

Após inúmeros avanços, teasers e fugas de imagens, o novo Mercedes-Benz Classe S foi finalmente desvendado e não desilusiu em termos de arsenal tecnológico, incluindo tecnologia de nível 3 de condução autónoma.

A sétima geração da maior e a mais refinada berlina da Mercedes chega com duas variantes, com distância entre eixos normal e distância entre eixos longa, e em ambos os casos o "S" cresce em comprimento, largura e altura.

O topo de gama mede 5,18 metros de comprimento (+54 mm), 1,92 m de largura (+22 mm) e 1,50 m de altura (+10 mm). No caso da variante longa, o comprimento chega aos 5,29 metros. A bagageira também cresceu, para os 550 litros.

Esteticamente apresenta características que, sem perder a elegância e a sobriedade, agregam algumas características mais desportivas como as enormes entradas de ar no pára-choques dianteiro, ou o rebordo cromado que as acompanha.

Além disso, pela primeira vez o Classe S conta com o Digital Light, sistema de iluminação que permite ao carro projetar na via símbolos que avisam sobre obras na via, pedestres ou sinalização, entre outros. Na lateral, destaque para os puxadores retráteis que surgem quando o condutor aproxima-se, enquanto a traseira lembra o desenho do CLA, por exemplo, embora em formato XXL.

Cinco motores a gasóleo e gasolina

No lançamento, o novo Classe S estará disponível com cinco motores seis cilindros em linha a gasolina e a gasóleo, com potências que variam entre os 286 e os 435 cv e todas associadas à caixa de velocidades automática 9G-Tronic.

Veja ainda:

O S450 4Matic debita 367 cv e 500 Nm de binário que permitem acelerar dos 0 aos 100 em 5,1 segundos, enquanto o S500 4Matic, que vê a potência subir aos 435 cv e 520 Nm, consegue cumprir o mesmo exercício em 4,9 segundos.

Do lado Diesel, o S350d, que tem 286cv e 600 Nm de binário, permite acelerar dos 0 aos 100 em 6,4 segundos, ao passo que o S400d 4Matic e os seus 330cv e 700 Nm permitem-lhe chegar aos 100 km/h em apenas 5,4 segundos.

A oferta será reforçada mais tarde com um motor V8 com sistema ISG (motor de arranque e alternador integrado) e sistema de bordo de 48V, estando ainda prevista uma versão híbrida plug-in no final de 2021 com autonomia em modo elétrico de até 100 km.

O Classe S é o máximo expoente tecnológico e de segurança da marca da estrela e, portanto, a nova geração está repleta de novos sistemas avançados que visam melhorar o já superlativo modelo que está de saída de linha.

Entre as novidades encontra-se o novo airbag central para os bancos traseiros; a nova função do sistema PRE-SAFE Impulse Side que permite que a carroçaria seja elevada em até 80 mm pela suspensão E-ACTIVE BODY CONTROL em apenas alguns décimos de segundo em caso de uma iminente colisão lateral.

Contudo, o mais marcante é a inclusão a partir do segundo semestre de 2021 do novo DRIVE PILOT (em opção), um sistema de condução autónomo nível 3 da escala SAE que permitirá que a função de condução autónoma assuma certas tarefas de condução.

"Ao reduzir o esforço despendido pelo condutor, este sistema permite que o condutor realize outras atividades durante as viagens como, por exemplo, navegar na internet ou tratar de emails no In-Car Office", explica a marca, embora lembre que “condutor deve estar permanentemente preparado para assumir o controlo quando for solicitado pelo veículo para intervir. "

Cinco ecrãs e painel de instrumentos 3D

No que diz respeito ao interior, o novo Classe S estreia a segunda geração do MBUX e conta com até cinco ecrãs, que permitirão aos passageiros traseiros do novo Mercedes Classe S controlar também o sistema multimédia.

No Classe S, os ecrãs estão agora separados, com um enorme ecrã central localizado um pouco mais abaixo e que funcionará como consola central. Tem 12,8 polegadas, funciona por gestos e substitui 27 botões físicos. A aparência dos ecrãs pode ser personalizada com uma seleção de quatro estilos de indicação (Discreet, Sporty, Exclusive e Classic) e três modos (Navigation, Assistance e Service).

Outra novidade é o painel de instrumentos 3D, que oferece ao condutor uma visualização espacial com o simples pressionar de um botão. É obtido um efeito tridimensional sem a utilização de óculos 3D.

O novo Mercedes-Benz Classe S pode ser encomendado a partir de meados de setembro e estará disponível nos concessionários em dezembro.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Ensaio ao Renault Clio RS Line TCe 130 EDC: Faceta desportiva
DS 3 Crossback BlueHDi 100. A virtude de ser diferente