Renovado Porsche Panamera já tem preços

Atualização traz Panamera Turbo S com 630cv e 0 aos 100 km/h em 3,1 segundos

0 aos 100 26/08/2020 Noticias

A Porsche deu a conhecer o atualizado Panamera, que quatro anos depois do lançamento da atual geração (lançado em 2016) recebe uma ligeira revisão mecânica (nova bateria nos híbridos Plug-in), alterações estéticas e melhoramentos no chassis, com o objetivo de tornar a berlina mais dinâmica.

Quatro anos depois do lançamento da atual geração Panamera (lançado em 2016), a berlina alemã recebeu uma atualização que já está disponível para encomenda e começará a ser entregue aos clientes em meados de outubro. Os preços começam nos 120.930 mil euros para o Panamera de tração traseira com motor V6 2.9 de 330 cv (em substituição do motor 3.0 turbo). O Panamera 4 de tração integral inicia nos 125.973 euros, o Panamera 4S E-Hybrid nos 138.589 euros, o Panamera GTS nos 189.531 euros e o topo de gama Panamera Turbo S nos 238.569 euros.

A atualização estende-se ao formato berlina executiva e carrinha Sport Turismo e distingue-se exteriormente por pequenos detalhes, incluindo a frente Sport Design de série (antes opção), reconhecível pela tira em LED para as luzes de estacionamento e “piscas”. 

O topo de gama Turbo S distingue-se pelas entradas laterais de maior dimensão e novos elementos na cor da carroçaria, que estão ligados horizontalmente. Os módulos de iluminação duplos frontais da variante Turbo estão ainda mais afastados.

Veja ainda:

A renovada faixa de luz na traseira passa a acompanhar de forma contínua a tampa da mala com um contorno devidamente integrado. Três novos modelos de jantes de 20 e 21 polegadas foram adicionados à gama, passando assim a estar disponíveis para escolha um total de 10 diferentes designs.

Quanto a motores, o Panamera Turbo S com um motor V8 4.0 biturbo passa a debitar 630 cv e 820 Nm, correspondente a mais 80 cv e 50 Nm, o que lhe permite anunciar uma aceleração dos 0 aos 100 km/h em 3,1 segundos no modo Sport Plus e uma velocidade máxima de 315 km/h.

Esta nova versão Turbo S bateu o recorde do modelo executivo mais rápido no circuito de Nürburgring-Nordschleife (20,832 km) com um tempo de 7 minutos 29,81 segundos.

O motor V8 4.0 biturbo está também presente no GTS, cuja potência foi incrementada em 20 cv para um total de 480 cv. O GTS dispõe de fábrica de um sistema de escape desportivo. Ambas as versões desportivas contam com um escape desportivo de série.

Os novos Panamera e Panamera 4 passam a estar equipados, em todos os mercados mundiais, com o conhecido motor 2.9 V6 biturbo, com 330 cv e 450 Nm de binário.

Na gama “eletrificada”, o Panamera viu a capacidade das baterias de iões de lítio aumentadas de 14,1 para 17,9 kWh, graças a uma otimização das células, que ainda assim ocupam o mesmo espaço. Segundo o fabricante a autonomia em modo elétrico é de 54 km (WLTP), correspondendo a uma melhoria de 30% face ao 4 E-Hybrid.

O novo híbrido plug-in (e para já o único a integrar a gama) Panamera 4S E-Hybrid recorre a um motor V6 2.9 biturbo de 440 cv que funciona em conjunto com um motor elétrico de 136 cv integrado na caixa automática de oito velocidades, para um débito total de 560 cv e 750 Nm, o que lhe permite 0-100 km/h em 3,7 segundos e uma velocidade máxima de 298 km/h.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

DS 3 Crossback BlueHDi 100. A virtude de ser diferente
Ensaio ao Renault Clio RS Line TCe 130 EDC: Faceta desportiva