Aston Martin Valkyrie poderá estar em risco

Projeto do hipercarro da Aston Martin está a deparar-se com problemas vários e o lançamento foi (novamente) adiado

0 aos 100 24/08/2020 Noticias

Fazer um hipercarro não é fácil, especialmente quando a fasquia é alta o suficiente para rivalizar - ou mesmo superar - carros de competição. O Mercedes-AMG ONE é uma prova clara disso, mas agora é o Aston Martin Valkyrie que está a encontrar dificuldades inesperadas, desde problemas de fiabilidade a dificuldades de condução.

Atrasos neste tipo de projetos são (ou devem ser) tidos como certos. Afinal falamos de projetos que representam um desafio para designers e engenheiros, ainda mais agora que procuram levar ideias e soluções para as estradas que até procuram deixar para trás carros de competição.

Desta forma, e tendo em conta que as previsões iniciais da Aston Martin falavam de entregas para este ano, será melhor para os seus futuros 175 (150 + 25) proprietários ganharem uma boa dose de paciência e esperarem pelo menos até 2021 ou 2022.

Aos primeiros rumores que falavam de uma aparente falta de fiabilidade, o que pode ser entendido dada a natureza experimental de cada componente do Valkyrie como o motor V12 Cosworth capaz de funcionar a um regime de 11.000 rpm, acrescem os problemas económicos devido ao COVID 19 e uma aparente dificuldade de condução do hipercarro.

Veja ainda:

Falar do cancelamento do projeto neste momento do desenvolvimento da Valkyrie pode parecer loucura, ainda mais considerando que se trata de um modelo que pretende servir de laboratório, criar uma imagem de marca e acima de tudo oferecer uma rentabilidade muito elevada. Contudo, não devemos descartar nada.

Os problemas de fiabilidade e condução são resolvidos com mais tempo e dinheiro, coisas que não estão, de momento, em falta na Aston Martin. Posto isto, a versão oficial da marca é que neste momento ainda avançam no desenvolvimento da versão de produção do Valkyrie, um carro que deverá posteriormente dar vida a um novo Aston Martin Valhalla capaz de dar continuidade ao design e conceito do Valkyrie.

Resta agora aguardar pela evolução do projeto, com expetativa de ver o Valkyrie chegar às estradas disputas contra o AMG ONE e o Koenigsegg Jesko.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

DS 3 Crossback BlueHDi 100. A virtude de ser diferente
Ensaio ao Renault Clio RS Line TCe 130 EDC: Faceta desportiva