Governo quer bloquear rede de telemóveis nas estradas

Limitação das redes móveis é apenas uma das opções em estudo para reduzir sinistralidade

Miguel Costa 24/01/2018 Noticias

O secretário de Estado da Proteção Civil, José Artur Neves, admitiu estar a estudar com as operadoras de telecomunicações o uso de aplicações que diminuam ou inibam o sinal emitido pelas redes móveis junto das estradas.

Caso esta solução venha a ser adotada, as chamadas para pessoas que se encontram a conduzir passam a desencadear respostas automáticas que que indicam que "o condutor está ao volante e não pode atender a chamada".

Relacionadas:

A ideia surgiu na sequência da apresentação de um estudo do Automóvel Clube de Portugal sobre a condução dos portugueses, com José Artur Neves a reiterar que o telemóvel é hoje uma das principais causas de acidentes. O governante recordou ainda que os denominados “kits mãos livres”, apesar de libertarem os membros, não chegam para resolver as distrações causadas pelos telemóveis.

O secretário de Estado anunciou ainda que o combate à sinistralidade nas estradas (mais 64 mortos em 2017 que em 2016) deverá passar igualmente por uma medida menos tecnológica: o aumento do número de troços de estrada que têm os 30 km/h como limite máximo de velocidade.

Deixe o seu comentário