Tome nota: estes são os carros que mais sofrem com problemas de junta da colaça

Junta da colaça queimada é uma das maiores dores de cabeça para os condutores. Um novo estudo aponta os carros que mais sofrem com este problema

0 aos 100 17/07/2020 Ajuda

Junta da colaça (ou junta da cabeça queimada), um termo familiar para a maioria dos condutores, especialmente pelos custo que envolve e dos grandes problemas que pode causar ao ficar danificada ou queimada.

Antes de conhecer a lista específica de modelos que mais sofrem com este tipo de avaria, de acordo com um estudo da Consumer Reports, uma revista norte-americana da Consumers Union dedicada à defesa do consumidor (equivalente à Deco em Portugal) encarregada de publicar estudos e pesquisas independentes, é importante saber exatamente o que é a junta da cabeça e qual é o seu papel na operação mecânica de um automóvel.

A junta da cabeça é uma peça que está posicionada entre os cilindros do motor e que faz a ligação do bloco à cabeça do motor. Em termos práticos separa o óleo que lubrifica o motor da água que o arrefece, impedindo que se misturem. Funciona como um retentor de água para evitar que esta saia para fora do motor e que entre para o circuito de lubrificação.

Veja ainda: 

As juntas da cabeça podem ser feitas em ligas metálicas diversas, compostos à base de cortiça e materiais impermeáveis e resistentes ao calor e a temperaturas elevadas. Os motivos para se danificarem e causarem danos ao motor estão normalmente ligados com defeitos e mau funcionamento no sistema de refrigeração.

As principais causas de uma falha na junta da cabeça do cilindro são diversas. É o caso de deterioração devido à perda ou falta de água (neste caso, a junta da cabeça do cilindro pode estar sujeita a "trabalhar" a uma temperatura mais alta, o que pode acabar por queimar e deixar de funcionar corretamente).

Por outro lado, a junta da cabeça do cilindro pode danificar-se por perda do líquido de refrigeração, falha no radiador ou na bomba de água ou termostato, todos problemas que também causam sobreaquecimento do motor.

Quanto à lista de modelos que mais sofrem com problems na junta da cabeça, de acordo com o estudo da Consumer Reports Consumer Reports, surgem modelos que circulam nas estradas europeias, embora outros modelos sejam específicos para o mercado americano.

“É incrível como um componente tão simples pode levar a problemas catastróficos", diz John Ibbotson, mecânico chefe da Consumer Reports. "Detectar antecipadamente uma possível falha pode limitar os gastos".

Lista dos modelos que mais sofrem com problemas da junta da colaça segundo a Consumer Reports:

  • BMW Serie 3 (fabricado em 2006-2007): 144.000-210.000 quilómetros.
  • Subaru Impreza (fabricado entre os anos 2006-2008): 144.000-258.000 quilómetros.
  • Subaru Outback (fabricado entre os anos 2001-2009): 144.000-262.000 quilómetros.
  • Subaru Forester (fabricado entre os anos 2001-2009): 160.000-244.000 quilómetros.
  • Chevrolet Cruze (fabricado em 2011): 100.000-158.000 kilómetros.
  • Subaru Baja de 2006: sem dados exactos de quilometragem.
  • Mini Cooper/Clubman (fabricado entre os anos 2008-2010): 92.000-200.000 quilómetros.
  • Mazda MX-5 de 2000: sem dados exactos de quilometragem.
  • BMW X5 de 2013: 95.000-108.000 quilómetros.
  • Infiniti M de 2008: sem dados exactos de quilometragem.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

DS 3 Crossback BlueHDi 100. A virtude de ser diferente
Ensaio ao Renault Clio RS Line TCe 130 EDC: Faceta desportiva