Fidelidade reduz valor do seguro automóvel a clientes

Redução de prémios no valor de mais de 20 milhões de euros abrange clientes particulares e pequenas empresas

0 aos 100 30/04/2020 Noticias

A Fidelidade vai atribuir mais de 20 milhões de euros em redução de prémios de seguro automóvel a clientes particulares e pequenas empresas após ter apurado uma diminuição de 65% do número de acidentes durante o estado de emergência.

Em comunicado, a companhia de seguros anunciou a redução de prémios de seguro automóvel no valor de mais de 20 milhões de euros, quer a clientes particulares quer a pequenas empresas, contribuindo para "a atenuação dos impactos económicos negativos sentidos por muitas famílias".

A seguradora explicou que "à normal bonificação por ausência de sinistralidade prevista nos contratos de seguro, poderá agora acrescer um nível adicional de bonificação, com um impacto médio de redução 7,5% no prémio do seguro".

Os clientes sem acidentes que tenham já atingido o nível máximo de bonificação, beneficiam também de um nível adicional de bónus com um desconto de 55% no prémio do seguro, pode ler-se ainda no comunicado.

Ver mais:

A companhia de seguros revelou ainda que durante o período do estado de emergência devido à pandemia de covid-19 apurou uma redução de cerca de 65% do número de acidentes na sua carteira de seguro automóvel.

"O método de bonificação escolhido pela Fidelidade permite assegurar um benefício duradouro aos clientes e não apenas circunscrito à anuidade em curso", sublinhou.

A seguradora realçou que esta medida é uma forma de "sinalizar o efeito positivo da redução temporária dos acidentes na estrada" e também de "estimular uma maior prudência na condução automóvel no período de retoma que agora se vai iniciar".

"Embora não exista, ainda, uma perceção clara sobre os efeitos e duração desta quebra temporária de sinistralidade, a experiência de outros mercados mostra que, após o regresso à atividade normal, se verifica um aumento sensível da sinistralidade automóvel decorrente, nomeadamente, da muito menor utilização de transportes públicos e do aumento do custo médio de reparação dos veículos", alertou.

Para a Fidelidade, é "recomendável, e até exigível, sob o ponto de vista das regras prudenciais, que decisões definitivas em matéria do preço de seguro automóvel tenham em conta um período de análise mais dilatado".

Segundo a seguradora esta medida acresce a outras, como "as medidas de apoio à liquidez de oficinas de reparação automóvel", e têm por pressuposto a manutenção do atual quadro normativo.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

DS 3 Crossback BlueHDi 100. A virtude de ser diferente
Ensaio ao Renault Clio RS Line TCe 130 EDC: Faceta desportiva