Volkswagen desiste do GNC para apostar na eletrificação

Seat e Skoda também serão afetadas pela medida

0 aos 100 05/03/2020 Noticias

A Volkswagen decidiu deixar de lado o GNC (Gás Natural Comprimido) para concentrar todos os seus esforços na eletrificação. Até a presente data, o Grupo Volkswagen foi o principal fabricante de automóveis que impulsionou a massificação do gás natural comprimido como uma solução acessível de mobilidade sustentável. Seat e Skoda também serão afetadas pela medida.

A revelação foi feita por Herbert Diess, chefe da Volkswagen, durante uma reunião realizada recentemente em Berlim (Alemanha), onde apontou que o GNC (Gás Natural Comprimido) deixará de ser prioridade para o construtor alemão.

“Deixaremos que se esgotem as unidades a gás. O esforço e o investimento não se justificam”, explicou o responsável, citado pelo jornal alemão handelsblatt. "Precisamos de uma concentração total no progresso da eletrificação", acrescentou.

Veja ainda:

Tanto a própria Volkswagen, como outras marcas do grupo, como a SEAT e a Skoda, têm feita uma forte aposta no Gás Natural Comprimido como uma solução de mobilidade sustentável acessível.

A Seat, por exemplo, reforçou recentemente a sua oferta GNC, com o lançamento dos Ibiza TGI, Arona TGI e do Leon TGI, sendo que está previsto a mesma versão para o novo Leon.

Em Portugal, a Skoda nunca apostou nesta solução, enquanto a Volkswagen e a Audi (versões g-tron) chegaram a lançar alguns modelos com este tipo de “alimentação”, embora sem vendas de relevo.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

DS 3 Crossback BlueHDi 100. A virtude de ser diferente
Ensaio ao Renault Clio RS Line TCe 130 EDC: Faceta desportiva