Coronavírus antecipa corte de custos no WTCR

Entre as alterações, destaque para o fim das duas sessões de qualificação

0 aos 100 18/02/2020 Desporto

As implicações do coronavírus na economia mundial levaram a Taça do Mundo de Carros de Turismo (WTCR), em que corre Tiago Monteiro, a antecipar em um ano o corte de custos previsto para 2021.

“Trabalhando em conjunto com a Comissão de Carros de Turismo da FIA [Federação Internacional do Automóvel], as equipas e outros agentes tiveram em conta a necessidade de manter os custos num nível aceitável, reconhecendo os impactos que o surto de coronavírus está a ter na economia a nível mundial, tendo sido tomada uma série de decisões”, anunciaram os organizadores do WTCR em comunicado.

Assim, deixa de haver duas sessões de qualificação, passando a um sistema único de voltas rápidas, deixando os pilotos com menos margem de manobra.

Os fins de semana de corrida passam a estar concentrados em apenas dois dias, com os treinos livres e a qualificação a serem disputados no sábado e o domingo a ficar reservado para duas corridas, em vez das três disputadas nos dois últimos anos.

Desta forma, a organização do campeonato, a cargo da Eurosport Events, espera que os pilotos “tenham mais tempo disponível para os adeptos”.

Foi também constituído um grupo de trabalho para estudar ainda mais formas de controlar os custos da disciplina.

As equipas com dois carros passam a dispor de apenas 12 elementos e as de três carros não podem exceder os 18. Durante as corridas, contudo, apenas 10 estão autorizados a trabalhar nos carros.

Na primeira prova da temporada, cada equipa dispõe de 18 pneus novos por carro, reduzindo-se esse número para 12 nos eventos seguintes.

“Orçamentos insustentáveis e o reconhecimento do impacto do coronavírus na economia aceleraram a entrada em vigor de medidas para a redução de custos. Estas mudanças não são agradáveis mas necessárias para proteger a categoria”, reconheceu o francês François Robeiro, responsável máximo da Eurosport Events.

Tiago Monteiro (Honda) é o único português a participar neste campeonato, que passa por Portugal de 19 a 21 de junho com a prova em Vila Real, quarta de 10 jornadas.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

DS 3 Crossback BlueHDi 100. A virtude de ser diferente
Ensaio ao Renault Clio RS Line TCe 130 EDC: Faceta desportiva