Encher o depósito vai custar mais 100 euros em 2018

A carga fiscal é a principal razão para esta subida

Miguel Costa 08/01/2018 Noticias

Já todos constatamos que os preços dos combustíveis estão (muito) mais caros nestes primeiros dias de 2018. Pois bem, atestar o carro todas as semanas desde o dia 1 de janeiro vai custar, no mínimo, mais caro 100 euros/ano do que no início de 2017. A informação é avançada no Jornal de Notícias (JN) desta segunda-feira.

A explicação para esta subida, no início do ano, é a atualização do imposto sobre os produtos petrolíferos e energéticos (ISP), em função da inflação prevista.

Segundo António Comprido, secretário-geral da Associação Portuguesa de Empresas Petrolíferas (Apetro), citado pelo JN, este aumento ocorre porque “o Governo decidiu atualizar o ISP, mas sobre esse imposto incide ainda o IVA”.

Relacionadas:

Assim, e ainda segundo o JN, quem encher um depósito de 45 litros de gasóleo vai pagar mais 2,97 euros, em comparação com o início de 2017. E, partindo do princípio que os preços médios de dia 1 de janeiro se mantêm (1,321 euros/por litro), no caso do consumidor atestar o carro todas as semanas, o custo acrescido poderá chegar aos 154,4 euros por ano.

“Quando se diz que os combustíveis estão caros as pessoas têm de saber as verdadeiras razões. E a principal é a elevada carga fiscal que corresponde a cerca de 65% do preço final”, afirmou António Albuquerque, presidente da Associação nacional dos Revendedores de Combustíveis (Anarec), citado pelo JN.

Deixe o seu comentário