Mitsubishi investigada por fraude com emissões em motores Diesel

Dez buscas por suspeitas de que os motores diesel estão equipados com dispositivos para enganar testes de emissões

0 aos 100 21/01/2020 Noticias

A justiça alemã fez esta segunda-feira dez buscas no âmbito de uma investigação por “fraude” e emissões em relação a motores diesel instalados em alguns modelos da Mitsubishi.

“Há suspeitas que os motores estão equipados com um dispositivo que faz com que pareçam menos poluidores nos testes do que quando circulam”, explicou o Ministério Público de Frankfurt.

As autoridades germânicas estão a analisar os motores a gasóleo de 1,6 e 2,2 litros Euro 5 e Euro 6 da Mitsubishi (presentes em modelos como o ASX e Outlander, por exemplo) e já pediram aos proprietários de automóveis desta marca japonesa com estes motores, produzidos a partir de 2014, que contactem as entidades policiais.

O inquérito visa “responsáveis de um grupo automóvel internacional”, “dois fabricantes internacionais de equipamentos”, bem como uma empresa comercial.

A fabricante de equipamentos Continental confirmou à AFP que foi alvo de buscas e que a empresa era “citada no inquérito como testemunha”.

“Estamos a cooperar totalmente com as autoridades“, acrescentou um porta-voz.

Veja ainda:

As buscas decorrem no quadro de um vasto escândalo com motores diesel que começou em 2015, quando a Volkswagen admitiu ter equipado 11 milhões de veículos com um dispositivo capaz de falsificar o nível das emissões poluentes.

Desde então, vários construtores automóveis e fabricantes de equipamentos foram afetados pelo que foi chamado “dieselgate”, incluindo os alemães Bosch e Daimler.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Ensaio ao Mazda3 1.8 Skyactiv-D 116cv Evolve: Direto ao topo
Peugeot 508 2.0 HDi 160cv GT Line: Grande 'espada'