Miguel Oliveira: 'Entristece-me ter visto Paulo Gonçalves ser capa de jornal'

Piloto lamentou que Paulo Gonçalves só tivesse aparecido nas capas dos jornais por ter falecido

0 aos 100 17/01/2020 Desporto

Miguel Oliveira, que marcou presença no evento de apresentação do Rali de Portugal, que decorreu esta quinta-feira em Lisboa, lamentou que os meios de comunicação só se tenham lembrado de Paulo Gonçalves quando o piloto de Esposende perdeu a vida na sétima etapa do Dakar, no passado domingo.

O piloto português mostrou-se bastante crítico com a falta de reconhecimento a Paulo Gonçalves: "Vi o Paulo a ser capa de muitos jornais. Entristece-me o facto de a morte dele ser o motivo da manchete, não os feitos que ele fez anteriormente. Deixo o apelo para que os meios de comunicação façam o reconhecimento enquanto nós cá estamos, porque praticamos um desporto de alto risco", acrescentou.

Lembrando Paulo Gonçalves como "uma pessoa com grande espírito de sacrifício e um guerreiro", Miguel Oliveira falou ainda sobre "o legado" deixado pelo piloto de Esposende.

"Acabou por nos dar uma grande lição de vida, para nunca desistirmos dos nossos objetivos.É esse o legado que vai deixar cá fora", concluiu.

Veja ainda:

Entretanto, a Câmara Municipal de Esposende anunciou que vai decretar um dia de luto municipal por altura das cerimónias fúnebres do piloto português. O despacho do presidente da autarquia, Benjamim Pereira, "já foi assinado".

Segundo o documento, será proposto um voto de pesar e decretado o luto municipal para o dia em que decorrerem as cerimónias fúnebres, que ainda não têm data devido à demora na libertação do corpo da Arábia Saudita.

"Esposende perdeu um grande Homem. Íntegro, solidário, generoso e, principalmente, sempre disponível para todos", sublinhou Benjamim Pereira, citado em comunicado.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Peugeot 508 2.0 HDi 160cv GT Line: Grande 'espada'
Ensaio ao Mazda3 1.8 Skyactiv-D 116cv Evolve: Direto ao topo