Dakar2018 arranca a 6 de janeiro. O desafio do Limite!

40ª edição do Rally Dakar terá lugar entre 6 e 20 de janeiro

Miguel Costa 02/01/2018 Noticias

“Um desafio para os que partem. Um sonho para os que ficam”! Palavras sábias e imortalizadas por Thierry Sabine que, um dia, foi salvo “in extremis” das tórridas areias do deserto da Líbia, depois de se ter perdido no Rallye Abidjan-Nice. A aterradora experiência que teria servido de “lição de vida” para o comum dos mortais, teve o efeito contrário no “Pai do Dakar”: instigou-lhe a imaginação, desafiou-lhe o espírito, estimulou-lhe a perseverança. 

image

Em 1979, Sabine apresentava ao mundo um repto sem igual: o Rally Paris-Dakar! Uma prova-maratona, com paisagens únicas, que ligavam a Europa a África, capaz de desafiar os limites humanos e das máquinas que nele participam. O sucesso foi imediato!

image

Durante 29 anos, a mais desafiante prova automobilística do Mundo tornou-se a aventura de uma vida para muitos participantes de moto, quad, auto ou camião, descobriu talentos, fez despertar estrelas, fabricou heróis, colecionando momentos únicos que ajudaram o continente africano a ter uma visibilidade difícil de igualar, antes de, em 2009, dar uma volta de 180⁰ e rumar à América do Sul. Com a mudança de continente vieram novas descobertas e desafios, o calor do público sul-americano e maior segurança, mas o espírito Dakar, esse, manteve-se inalterado.

image

Passados 40 anos, o “Dakar” escreveu milhares de “estórias”, de sobrevivência e de glória, de suor e lágrimas, de coragem e de medo, de tenacidade e resignação. Mas, sobretudo, deixou uma marca viva em todos os que nele participaram ou simplesmente com ele conviveram. E essa é, porventura, a sua maior herança…

image

O Dakar de 2018

A 40ª edição do Rally Dakar terá lugar entre 6 e 20 de janeiro, percorrendo, pela 10ª vez consecutiva a América do Sul. Para comemorar uma edição épica, a organização da ASO (Amaury Sport Organisation) preparou uma prova que atravessará três países: Argentina, Bolívia e Peru (país a que regressa depois de uma ausência de cinco anos), ao longo de 14 etapas e 15 dias (um para descanso), num total de 8793 km, 4329 dos quais disputados ao cronómetro (para os autos).

image

Explorando setores desconhecidos, mas também propondo o tradicional e muito exigente desafio da condução na areia de deserto (sete etapas disputadas em dunas) e da condução em altitude, o Dakar 2018 promete ser dos mais seletivos dos últimos anos, iniciando-se no Peru (com seis etapas), atravessando a Bolívia (durante quatro etapas) e terminando na Argentina (com mais seis etapas).

image

Entre os participantes, especial destaque para Carlos Sousa. O português está de regresso ao Dakar, estreando-se aos comandos de um Duster, inscrito pela Renault Sport Argentina. Também nos carros estará André-Villas Boas, o treinador de futebol, aos comandos de uma Toyota Hilux com Ruben Faria como navegador.

Nas motos, a armada lusa é composta por Paulo Gonçalves #6, Joaquim Rodrigues #26, Mário Patrão #30 e Fausto Mota #56.

Deixe o seu comentário