Paulo Gonçalves sofreu 'lesões graves na cabeça, pescoço e coluna'

Lesões podem ter sido a causa da morte do piloto português.

0 aos 100 13/01/2020 Desporto

Lesões "graves na cabeça, pescoço e coluna" terão sido a causa da morte no domingo do piloto Paulo Gonçalves, na sequência de uma queda na sétima etapa do Dakar, adiantou fonte da equipa à agência Lusa.

A mesma fonte da equipa Hero, pela qual alinhava o piloto de Esposende, explicou que, neste momento, estão a ser "tratados todos os trâmites burocráticos necessários" para a libertação do corpo, algo que "deverá acontecer ainda hoje".

Veja ainda:

Espera-se que a trasladação dos restos mortais do piloto aconteça, "na melhor das hipóteses", na terça-feira.

A organização acrescentou ainda que o acidente com o piloto português ocorreu num reta em que os pilotos seguiam a alta velocidade. Toby Price, piloto australiano, explicou que no local havia “uma lomba”.

No Twitter, a Hero Motorsports anunciou que não vai participar no que resta do Dakar2020.

“Toda a equipa Hero está em profundo luto após a morte trágica do nosso piloto Paulo Gonçalves no domingo. Com um imenso respeito pelo nosso falecido colega, a Hero não vai continuar a sua participação no Dakar de 2020″, pode ler-se numa publicação na conta da marca indiana na rede social Twitter.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Ensaio ao Mazda3 1.8 Skyactiv-D 116cv Evolve: Direto ao topo
Peugeot 508 2.0 HDi 160cv GT Line: Grande 'espada'