Dakar2020: equipas pedem para não correr etapa de amanhã

Honda, KTM e a Husqvarna propuseram à organização o cancelamento da etapa de amanhã em homenagem ao piloto português

0 aos 100 12/01/2020 Desporto

O acidente mortal do português Paulo Gonçalves deixou todo o acampamento do Dakar2020 consternado e triste.

A Honda, KTM e a Husqvarna propuseram à organização o cancelamento da etapa de amanhã em homenagem ao piloto português e pelo impacto que causou nos pilotos deste grave acidente. Até a KTM, que é significativamente prejudicada pela anulação da especial, concorda com a medida. Espera-se uma decisão sobre o assunto pela ASO nas próximas horas.

Veja ainda:

A morte de Gonçalves despertou também a preocupação dos pilotos do perigo pelas elevadas velocidades atingidas nas últimas etapas da prova. Na sexta etapa (Ha'il - Riyadh) registaram-se médias acima dos 100 km/h, subindo para os 120 km/h na especial de hoje, marcada pela tragédia.

Nos Mini, por exemplo, em alguns parciais, a média ultrapassou os 155 km/h, algo que suscitou preocupação, quando combinado com a dureza do terreno na zona do accidente, no quilómetro 276 da especial. 

Em declarações ao jornal “Marca”, fontes da equipa Hero falam que o piloto português sofreu um forte impacto na cabeça depois de uma queda, motivo pelo qual terá perdido a consciência.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

DS 3 Crossback BlueHDi 100. A virtude de ser diferente
Ensaio ao Renault Clio RS Line TCe 130 EDC: Faceta desportiva