Miguel Oliveira e a continuidade na Tech 3: 'Foi uma decisão minha'

Português voltou a comentar a decisão sobre a não promoção à equipa de fábrica. 'Talvez a maior expectativa tenha vindo do lado dos fãs'

0 aos 100 14/12/2019 Desporto

Miguel Oliveira garantiu que foi uma decisão sua continuar na Tech3 em 2020 e não transitar para a equipa de fábrica da KTM, para substituir o francês Johann Zarco. O lugar será ocupado por Brad Binder, oriundo do Moto2.

"Zero frustração por isso. Foi uma decisão minha. Talvez a maior expectativa tenha vindo do lado dos fãs, que, erradamente, a equipa principal era um melhor local para eu evoluir e ter melhores resultados do que aquele em que já estava", explicou.

"Houve uma conversa entre mim e a KTM e ambas as partes decidiram que, tecnicamente, era muito mais atrativo permanecer onde estava do que conduzir a mesma mota numa estrutura que desconhecia", referiu.

Veja ainda:

Na antevisão à nova temporada, que vai arrancar em 8 de março, com o Grande Prémio do Qatar, Miguel Oliveira espera que seja mais equilibrada, sem o mesmo domínio do espanhol Marc Márquez (Honda).

"Espero que não, que seja uma época mais animada, com mais pilotos diferentes a lutar por vitórias. Foi um ano atípico, em que o Márquez pôde tirar o máximo de cada situação, com uma adaptação muito rápida às diferentes condições", concluiu.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Ensaio ao Mazda3 1.8 Skyactiv-D 116cv Evolve: Direto ao topo
Peugeot 508 2.0 HDi 160cv GT Line: Grande 'espada'