Padres são mais imprudentes ao volante que jogadores de futebol

É o que diz um estudo britânico, publicado no site MoneySupermarket

0 aos 100 10/12/2019 Curiosidades

Um estudo feito pela MoneySupermarket, um serviço de comparação de preços, a partir de 7,8 milhões de cotações de seguros no Reino Unido concluiu que a profissão de padre é uma das que mais desrespeita as leis do trânsito no país. Os padres estão, inclusivamente, à frente dos jogadores de futebol no ranking de profissões mais imprudentes ao volante. A cada mil padres que conduzem, 2,76 tem histórico de condução perigosa.

Segundo o estudo, apenas três profissões são piores do que a de padre neste domínio: técnico de pneus (com 4,05 a cada mil), vendedor de carros (4,06 a cada mil) e operador de tratores (7,21 a cada mil).

Sobre o tipo de infração mais grave, a condução perigosa está no topo, sendo classificada como "muito abaixo do que seria esperado de uma condução competente e cuidadosa". A prática é uma das principais causas de "de acidentes graves", "morte", e "homicídio com culpa ou doloso" no trânsito.

Veja ainda:

Do outro lado do estudo estão as profissões cujos condutores são os mais seguros ou com menor número de acidentes. A lista é encabeçada por advogados, professores e veterinários.

Curiosamente, os jogadores de futebol estão entre os condutores mais bem comportados no trânsito britânico.

Ainda segundo o MoneySupermarket, os homens têm seis vezes mais possibilidades de cometerem infrações em comparação com as mulheres. Os jovens, com idades entre os 20 e os 24 anos, são os que conduzem de forma mais agressiva (0,47 a cada mil), seguidos por condutores de 25 a 29 anos, com 0,39. Os menos perigosos têm mais de 65 anos (0,02).

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Peugeot 508 2.0 HDi 160cv GT Line: Grande 'espada'
Ensaio ao Mazda3 1.8 Skyactiv-D 116cv Evolve: Direto ao topo