Fiat 500 Giardiniera regressa em 2020

O regresso de um dos ícones da Fiat

0 aos 100 04/10/2019 Noticias

A Fiat deixou claro há meses: a estratégia passa por continuar a apostar quase exclusivamente em veículos compactos e, principalmente, manter e melhorar a sua marca 500, sem dúvida o grande sucesso do fabricante italiano. Nos planos, que inclui um Panda completamente novo em 2020-2021, a Fiat contempla a renovação de toda a família 500... o que fará com novidades.

Assente numa nova plataforma, o principal objetivo do novo Fiat 500 será a eletrificação. Assim, Olivier François, diretor de marketing da marca italiana, adiantou já que o novo 500 elétrico será "uma espécie de Tesla urbano". Este modelo deverá ter entre 115 e 130cv, uma bateria com capacidade de cerca de 30 kWh e uma autonomia de 250 km na versão de acesso.

Mas, para essa realidade elétrica, já confirmada pela Fiat, será importante o regresso de um mito: uma nova versão da Giardiniera, algo que deverá ser apresentado no outono de 2020 e posicionar-se-à como a versão familiar (ou carrinha) do Fiat 500.

Veja ainda:

Com o lançamento do 500 Giardiniera, a marca pretende não apenas ocupar o espaço deixado vago pelo Punto, mas também substituir ao mesmo tempo o atual Fiat 500 L. 

O novo Fiat 500 Giardiniera recorrerá, em princípio, a motores de nova geração e adaptados às novas exigências ambientais, ou seja, com versões de micro-hibridação com tecnologia 48V e versão totalmente elétrica.

O Giardiniera da década de 70 foi projetado para ser uma versão mais espaçosa e prática do Fiat 500 da época. Era um carro mais longo, mais espaçoso e mais confortável, e até utilizava soluções muito engenhosas para alcançar o seu objetivo, como colocar o motor na parte traseira - como o 500 original - mas na base, para maximizar a capacidade de carga e espaço para os passageiros.

Deixe o seu comentário

Pesquise aqui o seu futuro carro usado

Ensaio ao Renault Clio RS Line TCe 130 EDC: Faceta desportiva
DS 3 Crossback BlueHDi 100. A virtude de ser diferente